SEGUNDA 1/03
O empresário francês Claude negocia com o investidor Mr. Smith. Mr. Smith propõe sociedade a Claude. O americano oferece 10 milhões de dólares para investir na construtora de Claude. Mr. Smith pergunta a Claude se ele tem visto de permanência no Brasil. Claude responde que vai providenciar o mais rápido possível. Frazão e o amigo Claude conversam em uma festa sobre o dinheiro de Mr. Smith. Frazão brinca com Claude e sugere que ele se case com Nara. Claude tem um ataque de espirros ao ouvir a palavra “casamento”. Claude pede que Nara peça o divórcio a seu ex-marido. Egídio trama dar um golpe em Claude e Mr. Smith. Freitas avisa Frazão que Coutinho, que cuida do pedido de visto de Claude e dos negócios da construtora, saiu da empresa e foi para uma concorrente, na Dinamarca. Nara e Egídio tramam para atrasar o processo do pedido de visto de Claude. No Bexiga, Dona Antonieta se surpreende com o novo manequim de costura de Joana. Giovani recebe um aviso do oficial de justiça: ou compra o cortiço ou será despejado. Amália consola o marido Giovani. Amália teme que Terezinha fique “solteirona” e encalhada como Serafina. Amália lamenta para o marido Giovani que a filha Serafina tenha sido abandonada no altar pelo noivo, no passado. Sem ser vista pelos pais, Serafina ouve tudo e chora. Amália faz promessa a Santo Antônio para a filha Serafina casar. Pepa chora e pede ajuda a Amália para pagar o aluguel e permanecer no casarão. Com pena da amiga, Amália promete falar com Giovani para livrar o aluguel, com a condição de que ela não conte aos vizinhos. Afrânio conversa com Giovani sobre a possibilidade de financiar a compra do casarão. Serafina afirma para a irmã Terezinha que prefere morrer ou ficar solteira que namorar Afrânio. Terezinha repreende Serafina Rosa, dizendo que desde que Julio a deixou, a irmã não namorou mais ninguém e ainda espalha a todos que “não quer mais saber de homem”. Apaixonado, Afrânio elogia a boa-forma de Serafina Rosa e declara à secretária que ela é maravilhosa. Serafina não gosta do comentário, mas agradece. O jovem ator Sergio conta para a mãe Joana que foi selecionado para fazer um teste para um filme internacional. Pimpinoni aconselha Serafina Rosa a espantar a tristeza e a angústia. Pimpinoni afirma a Serafina Rosa que com fé, alegria e esperança tudo vai dar certo. Beto chega tarde em casa, e a mãe Nara reclama que não foi avisada. Egídio planeja tornar-se presidente da construtora de Claude. Serafina encomenda nova remessa de flores para ela mesma. Serafina pede que o entregador mande as flores em nome de Rosa, nome pelo qual é chamada pelos colegas funcionários do escritório da construtora de Claude. No cartão, ela escreve a dedicatória “Para Rosa, uma rosa com amor”. Janete vê as flores, que chegam à construtora, como nos outros dias, e pergunta à Serafina se as rosas são de um namorado. Serafina derrama a água do vaso das flores no paletó de Claude. Aflito, Claude descobre que Coutinho, funcionário que foi para a empresa concorrente, não deu entrada no pedido de visto. Claude lamenta a traição de seu ex-funcionário. Freitas sugere que Claude case com uma brasileira para permanecer no país. Claude tem um ataque de espirro. Frazão pensa em outra noiva para Claude. Neste instante, Serafina Rosa entra na sala.

TERÇA 2/03
Frazão sugere que Claude arrume uma noiva de mentira. Janete repara que as flores recebidas por Serafina Rosa têm um cartão com a dedicatória “uma rosa com amor” e se encanta com o romantismo do “namorado”. Frazão relembra Claude de que Nara não pode casar, porque não conseguiu divorciar-se do ex-marido. Terezinha pede para Serafina acompanhá-la até o cinema, para poder sair com Dino, uma exigência do pai Giovani. Pepa e Afrânio batem boca na lavanderia do cortiço. Serafina Rosa avisa os moradores do casarão que precisam de um milhão de reais para continuar morando naquele imóvel. Nara fica furiosa com a ideia de Frazão de casar Claude com uma noiva de mentira. Fanho, Afrânio revela para Antonieta e Serafina que acredita em “milagres de amor”. Giovani dá lição de moral nos filhos e exige respeito, de acordo com os bons e velhos costumes. Nara e Serafina disputam um pedaço de renda da loja e brigam para levar o tecido. Gurgel e Janete comentam que os gastos diários do “namorado” de Serafina Rosa com as flores dariam para comprar o enxoval e casar. Claude reclama para Frazão de Serafina, chamando a secretária de desastrada. Serafina Rosa mancha a camisa de Claude quando tenta costurar o botão. Serafina Rosa entra na sala para devolver a roupa de Claude, sem camisa, mas é surpreendida pela presença de Nara.

QUARTA 3/03
Nara acusa Claude de ter um caso com Serafina Rosa. Nara discute com Serafina Rosa e exige que Claude demita a secretária. Serafina Rosa esbarra em Mr. Smith na saída da construtora. Logo em seguida, Serafina Rosa acha a carteira do gringo no chão. Milton e Terezinha combinam de sair. Milton reclama da vigilância de Serafina Rosa, exigência de Giovani. Em conversa com o filho Sergio, Joana lembra de Roberta Vermont nos tempos de juventude, da morte do marido e dos tempos em que era atriz. Com os olhos marejados, Joana confessa que é tarde para voltar a atuar. Claude implora pela ajuda de Roberta Vermont para conseguir seu visto. Mr. Smith cobra os documentos do visto de Claude e percebe que perdeu a carteira. Nara é multada por estacionar em local proibido, e depois tem seu carro guinchado. Giovani permite que Terezinha e Milton saiam sozinhos, mas depois se arrepende. Giovani constata com Amália que somente Dino ficou em casa e reclama da ausência das duas filhas. Egídio diz a Nara que Claude montou o escritório sem o visto em ordem e afirma que fará de tudo para tomar o dinheiro do gringo, pois é sócio da construtora. Egídio promete que vai se livrar da secretária. Serafina Rosa comenta com Pimpinoni que achou a carteira de um americano e que vai devolvê-la. Nara e Claude se reconciliam. Beto pergunta para a irmã Raquel se o pai fugiu para não pagar pensão. Beto afirma para Elisa que a mãe Nara e o avô Egídio cercam Claude por interesse. Serafina Rosa procura Mr. Smith e devolve a carteira a ele. Mr. Smith oferece uma recompensa em dinheiro a Serafina Rosa, mas ela recusa, apesar da vontade de aceitar, para ajudar a família. Egídio demite Serafina Rosa e pede que ela saia da empresa e não volte mais. Com sentimento de culpa, Claude concorda com a decisão de Egídio de demitir Serafina Rosa. Mr. Smith vê Serafina Rosa na antessala da diretoria da construtora, arrumando as coisas da mesa para sair, e a convida para almoçar. Frazão e Claude percebem a intimidade entre a secretária e o milionário, que saem da construtora. O empresário e o advogado ficam estupefatos. Claude se preocupa com o que Serafina Rosa vai falar sobre a empresa, funcionários e seu dono.

QUINTA 4/03
Claude decide que vai readmitir Serafina Rosa. Janete avisa Frazão que Serafina Rosa está sem celular, e Claude fica desesperado. Claude e Frazão planejam ir atrás de Serafina Rosa e Mr. Smith. Frazão pede para Janete dizer a Serafina Rosa que ela é uma boa funcionária e que a demissão dela não passou de um engano. Frazão, Claude e Janete saem à procura do restaurante para onde o estrangeiro levou Serafina Rosa. Afrânio vê Serafina Rosa e Mr. Smith entrar em um táxi. Afrânio não acredita no que vê: sua amada Serafina Rosa entrando no táxi com um homem mais velho, em pleno horário de trabalho. Claude, Frazão e Janete pegam outro táxi e perseguem Serafina Rosa e Mr. Smith. Sr. Smith conversa com Serafina Rosa e percebe que ela está preocupada. Giovani reclama de Terezinha, que chegou depois da meia-noite em casa, e de Dino, que só pensa em jogar bola e vídeo-game. Giovani comenta com Amália que um possível despejo não vai ser fácil para as fofoqueiras Pepa e Dona Antonieta. Joana ajuda o filho Sérgio a ensaiar um monólogo de Shakespeare. Pimpinoni acalma Pepa e Dona Antonieta, e explica que Giovani e Amália, inquilinos oficiais do casarão (cortiço), apenas receberam proposta do inquilino para comprarem o imóvel. Pepa teme acabar morando debaixo de um viaduto. Nara empresta o carro para o filho Beto e sai com Erci para tirar a segunda via da carteira de habilitação, manchada durante a briga com Serafina Rosa na loja de tecido. O motorista do táxi de Claude freia para evitar atropelar um carrinho de bebê e perde de vista o táxi de Serafina Rosa e Mr. Smith. Serafina Rosa se assusta com os preços dos pratos do restaurante de luxo, e recomenda as cantinas do Bexiga ao gringo, que promete ir lá um dia. Frazão, Claude e Janete acham o restaurante e procuram por Serafina Rosa, desesperados. Claude não acredita que está à caça de uma “maluquinha, desastrada e destrambelhada”. Janete ouve a crítica de Claude, que pede para a funcionária não contar nada do que disse. Nara e Erci especulam se Claude e Serafina Rosa têm um caso, e entram no restaurante. Claude encontra Nara e depois vê Serafina Rosa, que vira-lhe as costas e volta para a mesa com Mr. Smith. Serafina Rosa pede para Mr. Smith não sair da mesa para falar com Claude e explica que a noiva dele, Nara, “não vai com a cara dela”. Serafina Rosa ressalta que ela e Nara tiveram uma “discussão chata”. Janete conta a Nara que Serafina Rosa será readmitida por Claude. O empresário fica pálido. Inconformada, Nara interrompe o almoço, furiosa, e vai para casa. O americano paga a conta e sai do restaurante com Serafina Rosa, sem Claude e ninguém ver. Serafina Rosa agradece Mr. Smith por não ter sido vista pela ciumenta Nara. Caminhando pelas ruas de São Paulo, Mr. Smith faz perguntas à Serafina Rosa sobre a construtora. O gringo afirma que ela é uma funcionária honesta e que é a melhor pessoa para falar sobre a empresa de Claude. O milionário e a secretária conversam harmoniosamente, em um clima agradável. Afrânio conta para as fofoqueiras Pepa e Dona Antonieta e Pimpinoni que viu Serafina Rosa e um homem mais velho em um táxi no centro da cidade. Terezinha ouve tudo. As fofoqueiras comentam que Serafina Rosa não é nenhuma santinha e que a relação entre homem mais velho e mulher mais nova é comum. Terezinha conta aos pais que Serafina Rosa foi vista com um homem. Alabá pergunta a Roberta se ela ainda gosta de Claude. Nara conta para o pai Egídio que Serafina Rosa será readmitida e que se sentiu humilhada. Mr. Smith e Serafina Rosa entram no escritório da construtora. Mr. Smith anuncia para Claude que chegou a uma conclusão.

SEXTA 5/03
Mr. Smith elogia Serafina Rosa e destaca uma qualidade dela: a honestidade. Mr. Smith revela a Claude que Serafina Rosa falou bem da construtora, de Frazão e de Claude, e decide estender o prazo para que o francês providencie seu visto. O americano salienta que a secretária está chateada com Egídio e Nara. Janete explica para Serafina Rosa que Claude resolveu ir atrás dela, para dizer que não seria despedida e que tudo foi precipitação de Egídio. Nara fica enfurecida com a volta da secretária ao cargo, e promete ao pai Egídio que Claude jamais vai se casar com outra. Roberta afirma para a amiga Alabá que Claude é apenas um amigo. Alabá alerta que percebe uma mudança de comportamento na amiga quando ela fala com o empresário. Mr. Smith se despede de Serafina Rosa e avisa Claude que ele tem uma “joia preciosa” na empresa. O francês promete cuidar bem dela. Gurgel entrega as flores com a dedicatória “uma rosa com amor” para Serafina Rosa e pergunta à colega quando ela pretende apresentar o misterioso namorado. Giovani se preocupa com os comentários no cortiço sobre a filha, que teria um novo homem, e conversa com Amália sobre a felicidade da secretária. Claude explica para Egídio que Serafina Rosa é amiga de Mr. Smith, falou bem da empresa a ele, e que não pode ser demitida. Furioso, Egídio entende a situação e sai da sala. Egídio comunica Serafina Rosa que não será mais demitida e pede para ela não chegar atrasada ao trabalho. Serafina Rosa responde que nunca chegou atrasada na empresa. Egídio revela para Nara que contratou uma pessoa para atrasar o processo do visto de permanência de Claude. Com a demora do visto, Egídio espera que Claude passe a intermediação do negócio para ele e Nara, para poder ter a posse dos US$ 10 milhões. Pepa “interroga” Serafina Rosa sobre o misterioso homem do táxi. Serafina Rosa nega o romance e esclarece tudo. Afrânio confessa para Pepa que é apaixonado por Serafina Rosa porque ela é parecida com Bonamina, antigo amor de sua juventude. Serafina Rosa conta para Pimpinoni que se sentiu feliz após ser procurada por Claude por vários restaurantes e de ter sido defendida por ele na empresa. Pimpinoni percebe que a amiga está apaixonada pelo empresário. Nara, deslumbrante e bem-humorada, influenciada pelos planos do pai, anuncia aos filhos Beto e Raquel que daqui para frente será uma mulher prática e objetiva. Giovani se incomoda com o agarramento de Terezinha e Milton no sofá. Nara liga para Claude, Dádi atende e passa o telefone ao empresário. Nara seduz Claude, dizendo que o perdoou pela readmissão da secretária. Nara faz o empresário procurá-la e, depois de desligar o telefone, comemora a vitória com o pai, de olho nos milhões de dólares. Serafina Rosa prova um vestido de casamento para a costureira e ex-atriz Joana. Sérgio conta para a mãe Joana que recusou uma proposta indecente para entrar no elenco de um filme internacional. Serafina Rosa chora por sua solidão, depois de ver um filme com casamento e final feliz. Frazão sugere a Claude contratar uma noiva de mentira para conseguir o visto logo. Claude espirra. Frazão propõe ao francês um casamento de aparências com Serafina Rosa.

SÁBADO 6/03
Frazão avisa Claude que Serafina Rosa precisa de um milhão de reais para comprar o casarão do Bexiga e salvar a família e seus vizinhos do despejo. O advogado da construtora sugere que o francês dê um milhão de reais à secretária, em troca do casamento de mentira. Giovani e o advogado Antoninho, irmão mais velho de Milton, conversam sobre o despejo. Antoninho afirma que existe apenas uma saída a Giovani: comprar o casarão. Egídio alerta Nara que suas reservas de dinheiro estão chegando ao fim. Para ele, os US$ 10 milhões de Mr. Smith são a salvação da família. Egídio relembra que Beto não é filho de Nara, mas de um amante, e reforça que a filha não pode deixar Claude casar de mentira. Em conversa com Claude, Frazão aposta que Serafina Rosa aceitará a proposta de casamento de aparências, para poder comprar o imóvel do Bexiga. Roberta avisa Claude que não conseguiu a liberação do visto, porque o empresário tem um antecedente criminal, de uma época que dirigiu bêbado pelas ruas da França, nos tempos de juventude, e foi pego pela polícia. Claude pede Roberta em casamento, mas a atriz, argelina, está em processo de divórcio e recusa. Sem outra opção, Claude aceita pagar um milhão de reais para casar com Serafina Rosa. Joana pede para Sérgio jamais deixar de ter dignidade e não se vender, em sua carreira de ator. Antoninho avisa aos moradores que eles terão que deixar o cortiço, se Giovani não comprar o casarão. Claude lembra Frazão que Serafina Rosa tem um namorado que manda flores todos os dias. Frazão responde que o tal sujeito nunca liga nem aparece. Milton esbarra em Raquel e tenta seduzir a garota. Frazão revela a proposta de casamento de aparências, com pagamento de um milhão de reais, para Serafina Rosa. Ela fica surpresa. Giovani sai para vender balas na saída do colégio, enquanto Amália fica no cortiço, rezando para Santo Antônio casar Serafina Rosa. A secretária responde a Frazão que quer ouvir a proposta do próprio Claude. Frazão chama Claude por telefone. Beto informa para mãe Nara que seu pai Carlos enviou um e-mail afirmando que tem sangue O positivo. Beto fala para a mãe que não pode ser filho dela, pois tem sangue A positivo, e conclui que foi adotado ou não é filho biológico de Carlos. Claude chega ao topo do edifício e entra no heliponto. Frazão deixa o local. Depois de espirrar, Claude pede Serafina Rosa em casamento

Comentários encerrados.

Parceiros