SEGUNDA 7/06
Surpreso após descobrir que Tião é uma menina, Guilherme a observa tomar banho no rio. Érico comunica a Nicolau que o destituiu dos cargos que ocupava nas empresas da família. Nicolau diz ao pai que vai pedir desculpas a Ari Jumento para que a ideia de sua destituição e renúncia seja esquecida. Érico afirma que ele pode voltar a ocupar os cargos de diretor nas empresas, mas precisa renunciar à suplência de senador. Nicolau fica furioso e avisa ao pai que ele perdeu uma oportunidade de acordo. Ajuricaba não gosta de saber que Lincon veio acompanhando Flores à delegacia. Romeu conta a Querêncio que a polícia duvidou de sua história. Ari experimenta um paletó novo. Ajuricaba recepciona Flores e afirma que como Lincon não é seu advogado não poderá estar presente em seu depoimento. Larissa, meia irmã de Beatriz, chega à fazenda de Érico. Beatriz apresenta Larissa a Lílian e conta à irmã que a jovem é amante de Nicolau. Flores, em depoimento, afirma ao delegado que a única hipótese sobre a morte de Dirce é a de que ela foi vítima de um crime político, alegando que alguém que queria atingi-lo resolveu matar sua mulher. Joca substitui a fita do gravador que instalou no quadro de telefones. Arminda sugere a Bruno que os responsáveis pelos atrasos da obra sejam demitidos. Karina recebe flores de Tito. Diana observa paraquedistas saindo do avião. Guilherme mente a Carlos que não conseguiu descobrir o segredo de Tião. Joca manda Léia ouvir a fita e anotar tudo o que for suspeito. Flores conta a Lincon que em seu depoimento inverteu a situação, porque fez perguntas e não respondeu as que foram feitas a ele. Impaciente, Sônia aguarda André no Agito Colonial. Os dois começam a discutir por causa dos pais, mas se dão conta de que precisam fazer o trabalho e se concentram. André elogia Sônia, que fica desconcertada. Os olhares dos dois se cruzam, mas logo eles desviam, com vergonha. Querêncio mostra o quadro que pintou a Ari. Ari paga Querêncio e o agradece. Querêncio vai ao Já Era, fala pra Alfredo que vai pagar o que está devendo e diz a todos que estão no botequim que hoje a bebida é por sua conta. Querêncio conta o que aconteceu com Romeu e pede pra ninguém comentar o caso. Joca pede para Léia ir à casa de Sancha para descobrir sobre o sequestro de Romeu. Romeu pergunta a Léia como o povo ficou sabendo de sua história. Sônia e André não terminam o trabalho e acabam discutindo. Lincon manda Carmem apurar o caso de Romeu. Célia aconselha Karina a se arrumar e ir à recepção sem Tito. Arminda se lembra do dia em que Joca caiu em seu banheiro. Arminda, Teixeira e Eleonora, muito elegantes, aguardam os convidados.

TERÇA 8/06
Tio entra no quarto de Karina. Ela diz que não se sente a vontade pra ir à casa de Ellen e Sílvio, porque todos achavam que eles iam casar em breve. Karina diz a Tito que ficaria feliz se o namorado convencesse a mãe dele a oferecer um jantar à sua família, mas pede para ele não deixar Clorís saber que isso foi ideia dela. Bruno apresenta Célia a Eleonora e a Teixeira. O olhar entre Célia e Teixeira indica um discreto interesse. Marisa dança na boate, enquanto Querêncio caminha trôpego e atrapalha os outros clientes do bordel. Sancha aconselha Romeu a falar com Carmem, pois ela garantiu que vai publicar o que ele disser. Eleonora comenta com Arminda que elas podiam fazer um convênio com a empresa de Tito. Eleonora cumprimenta Érico, que afirma que seu empreendimento é a salvação de Ribeirão do Tempo. Joca observa a movimentação do Solar de longe.Romeu aceita dar entrevista para Carmem a fim de esclarecer os fatos. Marisa vai até Querêncio e dá uma bronca nele. Ela fala que o artesão havia prometido não aparecer mais na boate bêbado. Arminda apresenta Ari a Eleonora. Ari anuncia a todos da festa que trouxe uma lembrança para Madame Durrel. Ele afirma que todos conhecem a história do enforcado, mas ninguém sabe como é o rosto dele. Eleonora rasga o papel e todos vêem as feições do enforcado pintados num quadro. Nicolau afirma que a figura do enforcado lembra Nasinho. Querêncio explica a Marisa que pensou no sujeito mais safado da cidade pra pintar o enforcado. Nasinho fica furioso com as gozações. Arminda diz aos convidados que em breve Ribeirão vai ter o maior resort do Brasil. Flores chega à recepção. Tião/Diana vê Bill andando pela floresta e fica amedrontada. Carlos diz a Guilherme que eles têm que descobrir qual é o segredo de Tião/Diana. Newton fala para Ellen que devia ter casado com ela. Ellen fica pensativa. Tito, Sílvio, Newton e Iara conversam sobre a instalação do resort na cidade. Arminda apresenta Flores a Eleonora. Flores deixa claro para Eleonora que vai fazer o possível para que ela não consiga realizar seus objetivos, mas ressalta que não é nada pessoal. Joca explica a Léia que o professor foi à recepção, porque, certamente, tem algum plano. Ele revela à mãe que Flores está recebendo mensagens misteriosas. Carmem escreve uma matéria sobre o sequestro de Romeu. Querêncio insiste em dormir com Marisa, mas ela afirma que nada vai acontecer com ele bêbado. Marisa liga pra Filomena e avisa que Querêncio está querendo gastar todo o dinheiro que ganhou. Clorís e Flores conversam, entrosados. Nicolau diz a Arminda que quer jantar com ela. Nicolau avisa a Flores que vai à casa dele. Érico diz a Ari que vai apoiar sua candidatura. Nicolau pergunta a Ari se ele tem tempo para uma conversa.

QUARTA 9/06
Nicolau pede desculpas a Ari, que abre um grande sorriso e diz que o perdoa. Vírgilio se insinua para Clorís, que dá um fora elegante nele. Nicolau conta a Nasinho que Arminda deu em cima dele. Nasinho ameaça Querêncio e diz que ele vai pagar pela brincadeira que fez. Nasinho e Nicolau tentam tirar Querêncio da boate a força. Há confusão generalizada. Joca sonha que dois homens com capuzes agarram Arminda, mas ele chega a tempo e a salva. No sonho, Joca leva Arminda até sua casa pra tomar banho e, de repente, surge alguém de tolha com capuz em seu quarto. O detetive vê que não é Arminda e sim Romeu e acorda assustado. Guilherme vai até a barraca de Diana/Tião e a desafia, a mandando tirar o boné. Ele a segura e afirma que sabe que ela não é homem. Diana não resiste chora. Guilherme fica confuso, sem saber o que fazer. Ellen fica desconfiada por Guilherme ter saído cedo de casa. Diana revela seu verdadeiro nome pra Guilherme e garante que um dia vai contar toda sua história pra ele. Beatriz e Érico se desentendem ao falarem sobre Nicolau. Beatriz percebe o machucado no rosto de Nicolau, que conta que se meteu numa confusão na boate. Érico diz a Nicolau que ele não tem vocação para política e afirma que não o quer mais como seu suplente. Nicolau afirma que não vai renunciar. Beatriz pede para Érico esquecer essa história e joga na cara do marido que no início da carreira ele se valeu da herança de seu pai. Beatriz diz a Érico que se ele não parar com a perseguição contra Nicolau vai se dar muito mal. Eleonora fala para Arminda que um namorado ia fazer muito bem a ela. Romeu fica furioso com a matéria publicada sobre seu sequestro na Folha da Corredeira, que tem um título irônico. Sônia liga para André e fala que acha que eles não devem se influenciar pelo clima ruim que existe entre seus pais. Os dois marcam para terminar o trabalho no Agito Colonial. Clorís não aceita dar um jantar para Karina e seus pais. Ajuricaba se surpreende ao ver Joca na casa de Flores e pergunta o que ele está fazendo lá.

QUINTA 10/06
Joca explica a Ajuricaba que visita o professor de vez em quando como amigo. Ajuricaba avisa que investigação é trabalho da polícia. Flores diz a Ajuricaba que Joca está apenas lhe ajudando a organizar alguns assuntos particulares. Flores conta para o delegado que é o único herdeiro dos bens de Dirce. Ajuricaba diz ao professor que o mais intrigante no assassinato de Dirce é não ser possível identificar um motivo para o crime. Carlos desconfia de Guilherme, que finge não ligar para Tião/Diana. Guilherme fala para Diana que a qualquer hora a prefeitura vai invocar com o fato de ela se passar por guia turístico. Guilherme chama Diana pra lanchar no Agito Colonial. Carlos vê os dois e quase briga com Diana/Tião. Flores fala para Joca que eles precisam ficar atentos a possíveis suspeitos. Ajuricaba pede para Marta descobrir alguma ilegalidade na vida de Joca. Lincon manda Carmem ficar em cima do delegado para conseguir uma entrevista. Ellen e Patrícia conversam sobre a poluição que as obras do resort estão trazendo para a cidade. Arminda lembra do dia em que Joca caiu em seu banheiro. Ela, afinal, se resolve, pega um papel e escreve um bilhete. Joca recebe o bilhete em que ela pede para ele ir a seu escritório depois do expediente. Arminda pede a demissão sumária de dez pessoas da equipe de Bruno e alega que essa é a única forma dos prazos serem cumpridos. Tito confessa a Sílvio que tem medo de perder Karina. Clorís diz a Vírgilo que as projeções que ele e Tito lhe apresentaram eram muito diferentes da realidade da empresa. Karina fala a Zuleide que vai se impor. Sônia conta para a mãe que vai fazer trabalho com André e pede para ela não contar a Ajuricaba. André propõe a Sônia que eles estudem na beira do rio, porque o Agito Colonial é muito barulhento. André e Sônia terminam o trabalho. Ambos admitem que o outro é bem diferente do que imaginavam. Rola um clima e André beija Sônia, que se afasta e vai embora. Joca dá mais fitas para Léia transcrever. Marisa conta a Heleninha que a confusão na boate vai lhe custar caro. Heleninha aconselha Marisa a se envolver com homens bacanas e que tenham dinheiro. Lílian se insinua para Nicolau, que afirma que tem um compromisso político. Sereno vê Nicolau entrando na casa do professor. Flores diz a Nicolau que vê um futuro brilhante pra ele. Nicolau conta que refletiu sobre a questão do abismo, que leva ao futuro. Flores explica ao filho do senador que se algo não for feito, a humanidade vai desaparecer e o mundo vai acabar. O professor fala que as pessoas inconformadas com a realidade vão fazer uma revolução. Ele dá a entender a Nicolau que, se for preciso, ele deve se livrar de Érico. Joca pede, mais uma vez, desculpas a Arminda, que acaba não resistindo e o beijando.

SEXTA 11/06
Heleninha se despede de Érico, com discrição. Ela pergunta por que ele não lhe dá a casa onde eles se encontram, já que o imóvel está vazio. Érico garante que vai dar a casa a ela. Flores fala ao telefone que vai provar que, na prática, o movimento é possível. Arminda demora a acreditar que ela e Joca transaram e, quando se dá conta do que aconteceu, manda o detetive embora. Arminda pede para Joca esquecer o que aconteceu entre eles. Karina conta para Célia que acha que Clorís recusou o pedido de Tito de organizar um jantar para ela e sua família. Karina liga para a pousada e Tito manda Iara dizer que ele saiu. Nicolau transa com Lílian e deixa claro que eles partilham a cama, não a vida. Flores digita no computador um texto em que afirma que a revolução está em curso e ninguém vai ser capaz de detê-la. Léia, Sancha, Romeu e Querêncio jogam cartas. Arminda confessa a Eleonora que está preocupada com a ação que Dr. Flores está movendo contra a empresa. Teixeira diz que se a liminar sair, é possível recorrer. Clorís encontra Flores na praça e o cumprimenta sorridente. Flores a convida para passar em sua casa no fim da tarde. Beatriz conta a Larissa que vai tomar partido de Nicolau. Nicolau diz a Érico que está disposto a renunciar e deixa o pai surpreso. Bruno explica a Célia que Arminda exigiu que ele demitisse alguns funcionários e ressalta que se indispor com ela é correr um grande risco profissional. Célia aconselha o marido a falar com Teixeira. Bruno diz a Teixeira que Célia o convidou para jantar. Bruno conta a Teixeira sobre a ordem que Arminda o mandou cumprir. A manchete “Quem matou Dona Dirce?” estampa a primeira página de mais uma edição da Folha da Corredeira. André liga para Sônia e, quando os dois estão marcando de se encontrar, Ajuricaba chama a filha, que se assusta e desliga o telefone. Furioso, Ajuricaba diz a Carmem que não vai dar entrevista. Lincon afirma que vai continuar insistindo, até o delegado perder o controle. Ajuricaba conta a Marta que quer se aposentar o quanto antes. Eleonora pede para Bruno expor seus argumentos sobre a decisão de Arminda. Joca vai até a casa de Romeu para saber sobre o sequestro, mas Romeu fica furioso e obriga o detetive a ir embora. Arminda chega ao escritório da Patrimônio Eterno e fica surpresa ao ver Eleonora, Teixeira e Bruno reunidos. Eleonora explica que Bruno lhe apresentou argumentos consistentes para não demitir seus funcionários. Arminda fala que há um cronograma a ser cumprido e não há tempo para sentimentalismos. Tito vai até a loja de Karina e explica que o jantar não vai acontecer. Karina diz ao noivo que talvez seja melhor cada um deles seguir o seu caminho. Clorís vai à casa de Flores. Ela se dá conta de que ele colocou a mão em seu joelho e fica surpresa.

Comentários encerrados.

Parceiros