SEGUNDA 30/08
Eleonora diz a Filomena que elas precisam convencer Querêncio a fazer o teste de DNA. Madame fala para Filó que gostaria de conversar com ela e Querêncio ao mesmo tempo, como uma família de verdade. Querêncio vai até a casa de Ellen procurar Filomena e fica sabendo que ela saiu com Teixeira. Eleonora se recusa a falar com Lincon. O jornalista insiste em falar com a madame e Teixeira afirma que não vai ser possível. Lincon vai embora do Solar injuriado. Newton cumprimenta os peritos, que pedem para conversar com ele a sós. Newton diz que está à disposição. Chagas diz a Tito e a Newton que tudo indica que houve sabotagem. Filomena consegue convencer Querêncio, depois de muito insistir, a ir com ela conversar com Eleonora. Eleonora conta sua história para Querêncio, que permanece calado. Madame deixa claro que o chamou para que ele faça um teste de DNA. Querêncio nada fala e vai embora. Nicolau visita Karina em sua loja. Ele agarra a patricinha subitamente e lhe dá um beijo. Karina fecha a loja e os dois transam no provador. Lincon conta a Carmem que tentou falar com madame Durrel, mas não conseguiu e ressalta que achou estranha a maneira como foi dispensado. Lincon tenta descobrir a verdade sobre Eleonora, mas Brandão afirma apenas que ela não está com nenhuma doença grave. Querêncio bebe no “Já Era” e paga a conta, para espanto de Alfredo. Chagas deixa claro para Ajuricaba que há suspeita de sabotagem no acidente e afirma que vai ser necessário abrir um inquérito policial. Karina chega feliz da vida na pousada e cuida de Tito toda amorosa. Newton vai até a casa de Ellen e revela a ela que está sendo acusado de ser o responsável pelo acidente que matou Sílvio.

TERÇA 31/08
Mais um grupo suspende reserva na pousada. Iara desafia Virgílio, que afirma que acaba com ela se quiser. Newton conta para Ellen que os peritos descobriram que o avião tinha uma mangueira fora dos padrões, que pode ter causado o acidente. Ele fala que essa história está esquisita e garante que nunca seria capaz de colocar qualquer peça no avião que não estivesse dentro dos padrões. Iara mostra para Virgílio as fotos que tirou dele. Ellen confessa a Newton que acredita nele, mas deixa claro que depois do que aconteceu não pode existir nada entre os dois. Newton diz que não vai desistir dela. Iara dá uma bofetada no rosto de Virgílio, que vai revidar, mas desiste ao saber que Iara já deixou uma pessoa a par da situação dos dois. Virgílio perde o controle enquanto Iara sorri, dona da situação. Filomena tenta conversar com Querêncio, que não reage. Marta vai até a pousada e pede para pegar depoimentos. Karina comenta com Zuleide que Newton pode ter querido se livrar de Sílvio para ficar com Ellen. A sós com Tito, Marta pergunta se ele acha mais provável Newton estar mentindo ou outra pessoa ter colocado a peça para provocar o acidente. Virgílio oferece uma grana para Iara e afirma que as fotos que ela tem não provam nada. Iara pensa e acaba aceitando. Filomena procura por Querêncio, preocupada. Querêncio senta em uma pedra no meio da floresta, diante de Bill. O pintor conta ao ermitão que ninguém é capaz de controlar a própria vida. Virgílio presta depoimento a Marta e revela que Newton tinha um caso com a esposa de Sílvio. Marta diz a Newton que precisa voltar para delegacia e pede para ele ir até lá mais tarde para prestar depoimento. Diana vê Arminda e a abraça, cheia de saudade. Arminda e Diana conversam sob o olhar da assistente social. Arminda promete a Diana que não vai abandoná-la. Querêncio diz a Eleonora que resolveu fazer o teste de DNA. Querêncio pergunta para Filó se ela já pensou no que vai acontecer com eles se for comprovado que ele é mesmo filho de Madame Durrel.

QUARTA 1/09
Newton começa a prestar depoimento ao delegado. Querêncio confessa a Filomena que está com medo. Ele revela à filha que desde a primeira vez que viu Madame Durrel sentiu uma coisa estranha. Arminda diz a Eleonora e a Teixeira que está determinada a ficar com Diana e revela que teve uma infância difícil. Joca liga para Arminda para saber notícias de Diana e ela o trata mal. Newton afirma a Ajuricaba que não estava tendo um caso com Ellen. Ajuricaba levanta a hipótese de Newton ter sabotado o avião e o instrutor deixa claro que não tinha interesse nenhum em matar Sílvio. Virgílio conta a Nasinho que a situação da pousada é catastrófica. Nasinho pede para Virgílio avisar quando for um bom momento para Nicolau propor a Tito que ele venda a pousada. Newton pede para Ellen mentir, pois ele confessou a polícia que eles não estavam tendo um caso. Newton revela a Tito que ele e Sílvio brigaram porque o piloto o viu junto com Ellen. Tito fala para o amigo que confia nele. Guilherme fala para Ellen que acha que Nasinho quis se vingar de Sílvio. Nicolau conta a Nasinho que transou com Karina. Célia visita Eleonora, que vê Teixeira pegando a mão da ex-modelo. Alfredo e Romeu comentam que alguma coisa muito estranha está acontecendo com Querêncio. Alfredo conta para Romeu que parece que o mecânico do avião sabotou a aeronave, porque estava de caso com a mulher do piloto. Marta interroga Ellen. Zuleide conta a Carlos que estão desconfiando de que Newton sabotou o avião, pois estava de caso com Ellen. Carlos fica revoltado e grita com a mãe. Ellen confessa a Marta que se envolveu com Newton e afirma que o mecânico jamais seria capaz de matar Sílvio. A ambientalista fala para a investigadora que Sílvio brigou com Nasinho para defender Guilherme. Sancha pergunta a Filomena o que está acontecendo com ela e Querêncio, mas Filó afirma que é um assunto pessoal. Eleonora comenta com Teixeira que percebeu o interesse dele por Célia. O resultado do exame de DNA dá positivo. Eleonora, Querêncio e Filomena se emocionam. Eleonora admite que sentiu muita falta de seu filho e que faltou com seu dever de mãe. Nasinho presta depoimento a Marta e afirma que não é homem de guardar rancor. Ajuricaba fala para Marta que para ele o acidente já está praticamente esclarecido. Ellen revela a Newton que contou a Marta que eles se envolveram.

QUINTA 2/09
Karina pergunta a Filomena até quando ela vai adiar a partida. Filomena se faz de cínica e fala para Karina que foi muito idiota de pensar que tinha alguma chance com Tito. Karina humilha Filomena e dá dinheiro para que ela possa ir embora de Ribeirão. Teixeira explica para Eleonora que Arminda quer ocupar a presidência da empresa e pode se tornar perigosa ao saber que há outra pessoa com poder. Ellen fala para Newton que o ama e que não adianta mais esconder isso de ninguém. Patrícia entra na sala de Ellen e fica sem graça ao ver Newton. Filomena tem uma crise de choro e Sancha tenta consolá-la. Eleonora conta a Arminda que Querêncio é seu filho desaparecido. Angustiado, Teixeira revela a Célia que vai acontecer uma revolução em Ribeirão do Tempo e afirma que está contando isso a ela por medo de perdê-la. Eleonora explica para Arminda que agora tem um herdeiro e desmaia. Uma ambulância segue em direção ao solar e o povo fica em alvoroço. O médico diz a Arminda que o estado de Eleonora é preocupante. Nicolau liga para Arminda, que conta que Eleonora teve um desmaio. Ellen conta a Patrícia que vai assumir o amor que existe entre ela e Newton. Patrícia pede a Lincon para dar força a Ellen. Carmem diz a Lincon que Madame Durrel teve um desmaio. Carlos pergunta a Guilherme se está tudo bem entre eles. Zuleide fala para Newton que confia no profissionalismo dele, mas ressalta que não pode dizer o mesmo do seu caráter. Newton fica irritado e agride Zuleide. Arminda diz a Lincon que ainda não se sabe a causa do desmaio de Eleonora. Ele pergunta à executiva se Madame Durrel tem herdeiros e ela deixa claro que não está autorizada a falar da vida pessoal de sua chefe. Teixeira redige um documento que passa a presidência da empresa para Arminda caso Eleonora morra. Flores fala para Nicolau que Eleonora está no melhor lugar e que eles não podem perder a oportunidade. Querêncio visita Eleonora, que pega a garrafa de cachaça do filho e dá um gole. Flores guarda umas ampolas de injeção e uma seringa no bolso e sai. Eleonora reúne Filomena, Querêncio, Teixeira e Arminda e diz aos quatro que eles são as pessoas mais importantes de sua vida. Newton conta a Carlos que ele e Ellen estão apaixonados e pede para o filho ficar ao lado dele. Marta explica para Ajuricaba que foi confirmado que a mangueira fora dos parâmetros causou o acidente. O delegado diz que vai ao juiz pedir a prisão provisória do mecânico.

SEXTA 3/09
Flores estaciona o carro num lugar sombrio e fica observando a movimentação. Eleonora revela a Arminda que está em paz e realizada. Arminda fala para Querêncio e Filomena que eles são da família e devem se sentir donos do solar. Arminda explica aos dois que acha que eles devem esconder o máximo de tempo possível que são filho e neta de Eleonora. Em reunião convocada por Tito, Virgílio deixa claro que em breve a pousada vai ter de fechar as portas. O administrador da pousada afirma que vai ser preciso demitir todos os funcionários e que os pagamentos da dívida que Tito tem com a Clorís vão ser suspensos. Ajuricaba fala para Marta que o juiz concedeu o mandado de prisão provisória de Newton. Tito diz a Newton e a Iara que precisa deles na pousada. Tito tenta tranquilizar Clorís, dizendo que a situação da pousada vai melhorar. Iara confessa a Virgílio que não sabe se vai aguentar ver Newton pagar pelo que não fez. Flores veste um jaleco de enfermeiro e um gorro e caminha cuidadosamente pelo estacionamento do hospital. Nicolau pergunta a Arminda se ela se sente preparada para substituir Eleonora. Arminda fica tensa. Flores consegue entrar no quarto de Eleonora, que está dormindo. O professor injeta uma seringa no tubo de soro, Madame Durrel acorda e se assusta ao vê-lo. Flores sorri e vai embora. Madame Durrel morre. Brandão explica a Arminda que a causa da morte de Eleonora foi uma parada cardíaca. Arminda, Teixeira e Bruno ficam muito abalados. Ajuricaba vai até a pousada com um mandato de prisão para Newton. Arminda conta a verdade a Bruno e Célia sobre o filho de Madame Durrel. Arminda diz a Teixeira que é melhor ela dar a notícia da morte de Eleonora para Querêncio e Filomena. A executiva conta a Filomena que Eleonora morreu. Filó chora. Newton é encarcerado na cela por Marta. Querêncio fica sabendo da morte da mãe por Arminda e Filó. Lincon tenta descobrir mais detalhes sobre a morte de Eleonora, mas Brandão afirma apenas que ela teve uma parada cardíaca. Lincon conta a Carmem que conseguiu ver as fichas de Madame Durrel e descobriu que ela fez exames de DNA há pouco tempo. Joca liga para Arminda para saber notícias de Eleonora e a executiva pede para ele encontrá-la na Patrimônio Eterno.

Comentários encerrados.

Parceiros