SEGUNDA 22/11
Fátima fica entusiasmada ao receber Querêncio. Flores diz a Querêncio que a tela que pintou mostra que ele previu sua missão de libertar o povo sofrido de Ribeirão. Iara começa a tratar o pé de Filomena e empresta uma meia grossa para ela. Tito se mostra impaciente. Filomena continua a caminhada. Querêncio explica ao professor que não sabe o que fazer, pois agora é dono do resort, do qual sempre foi contra. O professor aconselha Querêncio a prometer ao povo que se for eleito vai fazer um plebiscito na cidade para que todos decidam se querem ou não o resort. Ari diz a Arminda que sempre foi a favor do resort, mas agora está confuso, pois seu adversário é dono do empreendimento. O prefeito fala para a executiva que pode continuar a favor do resort se a empresa der uma grana para a campanha dele. André conta a Sônia e a Sérgio que está sozinho em casa. Sérgio fica irritado e diz que quer sair dessa história o quanto antes. Sônia liga para Ajuricaba e diz que vai passar na casa de uma amiga. Querêncio diz aos seus amigos que o povo é quem vai decidir, afinal a voz do povo é a voz de Deus. Ninguém entende nada. Filó caminha apoiada em Tito e depois em Newton. Sônia chega na casa de André e os dois se curtem. Ajuricaba encontra Sérgio na praça e ele diz que deixou Sônia no colégio. O delegado percebe a mentira. Tito chega na pousada carregando Filomena. Clorís e Virgílio se assustam ao verem o pé de Filó todo machucado. Diana conta a Arminda que tirou ótimas notas nas provas, mas a executiva não lhe dá muita atenção, pois está preocupada. Arminda liga para Joca, que não atende, mas depois acaba cedendo. Filomena pede desculpas a Tito por ter atrapalhado a caminhada deles. Querêncio sonha com Eleonora e acorda assustado. Arminda revela a Joca que o prefeito lhe pediu propina e diz que não sabe o que fazer. Sônia diz a Virgínia que tem aula o dia todo. Ela sai de casa e é seguida por Cardoso.

TERÇA 23/11
Diana acorda atrasada e diz à Arminda que custou a pegar no sono, porque ouviu uns barulhos estranhos. Arminda desconversa e se zanga quando a adolescente pergunta o que aconteceu para ela estar tão animada. Ari manda Virgínia avisá-lo quando Arminda chegar. Cardoso observa Sônia no ônibus e, depois, entrando na casa de Lincon. Cardoso liga para o delegado, que está tomando um depoimento. Ajuricaba pede para Marta avisar Cardoso que assim que puder vai ligar para ele. Sônia e André ficam sozinhos na casa dele, na maior felicidade. Joca pega o gravador que tinha colocado na caixa de telefone da casa de Flores e substitui por outro. A pedido de Ari, Virgínia liga para Arminda, que pede para sua secretária avisar que ela não pode atendê-lo. Cardoso explica a Ajuricaba que Sônia entrou de forma suspeita numa casa e passa o endereço para ele. O delegado não acredita no que ouve e vai até o local. Iara incentiva Filomena a saltar de pára-quedas com Tito. Tito encontra Karina por acaso e os dois se falam, educadamente. Karina diz ao ex-noivo que sente pena dele e de Filomena. Ari vai até o solar conversar com Arminda, que deixa claro que a empresa não pode se arriscar cometendo um ato antiético. O prefeito vai embora furioso. Sônia faz um macarrão grudento para André, que finge que está ótimo. Ajuricaba chega e pergunta a Cardoso se Sônia entrou mesmo na casa de Lincon. Cardoso diz que sim e o delegado fala que vai invadir a casa. Joca ouve a gravação de Flores ao telefone e fica surpreso. Sônia e André estão no maior romance, quando Ajuricaba bate na porta e os manda abri-la. Sônia se esconde e André abre a porta, apavorado.

QUARTA 24/11
Marta conta a Virgínia que Ajuricaba saiu da delegacia muito perturbado e as duas ficam preocupadas. Com a arma apontada para André, Ajuricaba insiste para o jovem dizer onde Sônia e Sérgio estão. Escondida, Sônia observa tudo. Ajuricaba manda Cardoso revistar a casa. Sônia aparece enrolada numa toalha. Ajuricaba manda Cardoso algemar André. Sônia fala para Ajuricaba que se André for algemado vai ficar nua. Cardoso algema André e Ajuricaba diz ao jovem que ele vai ser preso por pedofilia. Sônia deixa claro que está ali porque quer e chama o pai de ditador. Sônia pede para o pai soltar o namorado. Virgínia liga para o celular de Cardoso e insiste em falar com o marido. Ajuricaba diz que não vai falar e deixa Virgínia muito preocupada. Patrícia e Lincon seguem pela estrada, felizes. Ajuricaba leva André algemado para a delegacia. Ajuricaba liga para Virgínia e diz que Sônia estava na casa de Lincon. Ajuricaba chega à delegacia e manda Virgínia ir para casa com Sônia. Joca ouve mais uma vez a gravação em que Flores conversa com o general e diz que a revolução está avançando. Arminda liga para Joca e pede para ele ir até a empresa. Sônia revela a Virgínia que sempre namorou André e que Sérgio os ajudava a se livrar da perseguição de Ajuricaba. Marta fala para Ajuricaba que a prisão de André é ilegal. Possesso, o delegado afirma que assume os riscos. Filomena pergunta a Tito se ele quer que ela vá com ele para São Paulo. Ele diz que vai ser uma viagem rápida e que ela não precisa ir. Marta dá o telefone para André, que liga para os pais. André conta a Patrícia que Ajuricaba o prendeu e ainda colocou uma arma na cabeça dele. Furioso, Lincon segue em direção a Ribeirão. Arminda conta a Joca que acha que Ari vai se vingar, pois ela não cedeu ao pedido dele. Joca explica a Arminda que grampeou o telefone de Flores e revela que tem quase certeza de que quem tentou matá-lo foi o professor. Cardoso diz a Ajuricaba que fez o exame de corpo delito em André. O delegado manda Cardoso levá-lo para sua sala para prestar depoimento.

QUINTA 25/11
Arminda diz a Joca que não dá para levar a sério a desconfiança dele em relação ao professor. Joca mostra a arma que carrega e explica que é para protegê-lo. Arminda se assusta. A secretária anuncia Nicolau e Arminda fica atrapalhada. Carmem fala para Sônia que vai avisar Sérgio que André foi preso. Sônia explica a Virgínia que não foi fácil ficar mentindo, mas ressalta que só fez isso porque sabia que seu pai não iria aceitar a verdade. Em depoimento, André diz que se apaixonou por Sônia e ela por ele. Ajuricaba fica possesso. Arminda fala para Joca ir embora naturalmente e cumprimentar o senador. Nicolau vê o detetive e fica invocado. Rui, advogado contratado por Lincon, chega à delegacia para representar André. Rui avisa Ajuricaba que vai entrar com uma representação contra ele na Corregedoria. Sérgio diz à Carmem que está desesperado. Patrícia pede para Lincon dirigir mais devagar. Arminda explica a Nicolau que Joca foi contratado pela empresa para investigar um roubo de materiais na obra. O senador fica desconfiado. Filomena mente para Sancha e Romeu que ela e Tito estão muito felizes. Virgílio liga para Karina e conta que todo mundo percebe que o casamento de Tito e Filomena é uma farsa. Marta diz a Ajuricaba que ele está abusando de autoridade. Virgínia impede que Ajuricaba fale com Sônia. Sônia se arruma como uma prostituta e diz aos pais que escolheu o que quer da vida. O delegado fica pasmo e irritado. Ari vai até a casa do delegado para saber o que está acontecendo e Sônia grita de dentro do quarto que é uma refém. Lincon chega à delegacia, furioso. Nicolau vai até a boutique de Karina e a beija. Patrícia e Lincon ficam chocados ao verem André na cela. Lincon pede para André explicar o que houve.

SEXTA 26/11
Virgínia pede para Sônia ter calma, mas ela afirma que a paciência dela já acabou. Ari conta a Ajuricaba que agora é contra o resort. O prefeito finge que não está ouvindo os gritos de Sônia. Lincon pergunta a André se ele começou a namorar a filha de Ajuricaba para provocá-lo. André fica furioso. Lincon tira duas fotos de André e vai embora. Depois de transar com Nicolau, Karina pergunta o que ele quer dela. Ele diz apenas que reservou um grande destino para ela. Diana fala para Arminda que um dos sonhos mais bonitos que tem é o casamento dela com Joca. Lincon vai até a redação, manda substituírem a primeira página do jornal e explica a Lílian que André está sendo vítima de uma injustiça. Bruno e Célia comentam a felicidade que Karina está esbanjando. Com um ar inocente, ela diz que ainda está de luto. Beatriz confessa a Larissa que não está vendo mais sentido no casamento de Nicolau e Arminda, pois seu filho não é um ser humano normal. Ela diz ainda que achou estranha a forma como Érico morreu. Joca diz à Léia que curtiu com a cara de Nicolau. Sônia se arruma sem fazer barulho e sai de casa. Rui avisa a Lincon que está com o alvará de soltura de André. Lincon sai feliz com André da delegacia. Ajuricaba chama Sônia, que não responde. Ele arromba a porta do quarto e vê que a filha não está. Sônia toma café na casa de Ellen, que aconselha a jovem a conversar com os pais dela. Ellen liga para a delegacia e fica sabendo que André foi solto. Sônia fica feliz com a notícia. Tito chega eufórico e pede para Iara convocar uma reunião. Tito conta a todos que encontrou Rodrigo Faro em São Paulo, que é seu amigo dos tempos de escola, e que ele topou participar de uma trilha ecológica. Lincon fala para André que o amor dele e de Sônia é impossível. Carmem liga para André e passa o telefone para Sônia, que conversa com o namorado. Ellen vai até a delegacia e diz a Ajuricaba que Sônia pediu para avisar que vai voltar para casa quando as coisas se normalizarem. Carmem pede para Sérgio falar com Sônia. Sônia explica ao amigo que o chamou para eles procurarem um jeito de resolver a situação. Nicolau fica furioso ao ver a manchete da Folha da Corredeira e destrata Larissa.

Comentários encerrados.

Parceiros