SEGUNDA 25/04
Newton conta a Filomena que seu advogado talvez consiga segurar o processo até que a história com o senador seja esclarecida. O instrutor, preocupado, pergunta sobre Iara para Filó, que diz não saber onde ela está. Sereno assusta Alfredo ao dizer que as águas do rio vão subir e acabar com a cidade. Marta procura Arminda para entrar em contato com Joca. Ela diz que tem revelações arrasadoras, mas não pode revelar nada ainda. Filomena diz a Tito que chegou ao fim o prazo para o fim da relação. Iara decide sair do esconderijo. Tito está prestes a pedir que Filomena continue com ele quando é interrompido por Newton. Eles decidem continuar a conversa mais tarde. Arminda combina com Marisa um encontro com Joca no esconderijo. Sereno está intempestivo e começa a discutir com Fátima. Flores interrompe e Sereno continua irritado, diz estar namorando um empregada de outra rua. Flores desconfia. Karina diz para Nicolau que vai pensar uma maneira de se livrar de Iara. O presidente do partido diz a Nicolau que sua imagem está ótima em Brasília. Lincon implica com Sônia e André discute com o pai. Patrícia tenta apaziguar. Ajuricaba faz drama porque sente falta de sua filha e Virgínia fala para ele ser menos dramático. Karina diz ao seu pai que ele deveria ter tomado alguma atitude em relação a traição de Célia. Bruno disse que pretende deixar por isso mesmo. Teixeira/Briggs pede que Arminda convoque uma reunião para ele comunicar sua decisão. Marta e Arminda encontram Adriana e eles decidem entrar pelos fundos da casa. Arminda tenta disfarçar a irritação com que Adriana fala de Joca. Elas se encontram com Joca e Adriana se retira. Marta vai atender uma ligação e Arminda aproveita para dar uma bronca em Joca por ele ter se arriscado. Jairo se irrita quando Cardoso diz que entrou em contato com Marta e que ela disse estar em uma investigação sigilosa. Marta revela tudo o que Sereno disse a Joca. O detetive sugere que Marta peça a Sereno que grave uma conversa com Flores. Sereno é agressivo verbalmente com o Flores. Celular de Sereno toca e ele não atende, diz ser sua namorada. Sereno liga para Marta fora da casa, mas Flores observa tudo da janela. Sereno diz a Marta que não chegou a nenhuma conclusão e a policial pede para vê-lo. Marisa vai a prefeitura falar com Querêncio e diz que sente saudades. Marta recebe Sereno em sua casa.

TERÇA 26/04
Arminda se irrita com a proximidade entre Joca e Adriana. Sereno revela para Marta o medo que sente só de imaginar a reação de Flores, caso descubra que seus segredos foram revelados. Ele começa a ficar nervoso, mas a investigadora o tranquiliza. Em seguida, Marta detalha o plano para desmascarar Flores. Querêncio fica angustiado quando Marisa comunica que vai pedir a separação formal. Nicolau e Lílian organizam os últimos preparativos para o comício e o senador decide esperar Karina antes de ir à praça dar início ao evento. Flores conversa com o General ao telefone sobre os próximos estágios de seus planos. O misterioso mentor da conspiração levanta a suspeita sobre Sereno e Flores diz ter total controle da situação. Marta conta a Sereno que somente seu depoimento não é capaz de deter o professor e que é preciso gravar a confissão de Flores. O hacker aceita participar do plano. Teixeira comunica à Arminda, Bruno e Claudel que vai se demitir e que renunciará à condição de inventariante do testamento de Durrel para sair do Brasil. Joca se disfarça de mendigo e circula pela cidade. Sereno vai a casa de Flores, que pede para que ele lance um manifesto do Comando Invisível afirmando sua independência política. Karina chega e vai com Nicolau para o comício. Iara decide contar seus segredos para todos e vai até o quarto de Tito, mas encontra Filomena. A filha do prefeito avisa que está deixando a pousada. O comício se inicia. Joca se aproveita da ocasião e se aproxima da casa de Flores. O professor está bêbado, inebriado ao ditar o manifesto para Sereno, que aproveita um momento de distração e liga o gravador. Ele induz Flores a falar sobre seus crimes. Todos ficam tristes com a notícia de que Filomena vai embora. Newton tenta convencer Tito a fazer com que Filó fique, mas o dono da pousada já se deu por vencido. Alfredo corteja Léia. Bem tocado pela bebida, Flores fala sobre todas as mortes e assassinatos. Devido ao nervosismo, Sereno sua demais. O professor estranha e pede que se o rapaz se enxugue. Quando Sereno pega um lenço de seu bolso, deixa gravador cair. Flores fica perplexo enquanto Sereno pega o gravador e guarda no bolso. Ele sai correndo enquanto Flores, muito bêbado e descontrolado, pega um revólver para correr atrás de Sereno. Flores começa a disparar, mas não o acerta. Os dois saem correndo da casa. Joca vê a cena e decide intervir. Jairo, que acompanhado de alguns agentes, escuta os tiros. Sereno chega a beco sem saída. Quando Flores vai disparar, Joca interfere e os dois começam a brigar. O hacker aproveita a briga e foge. O professor lembra do comício perto de sua casa e começa a gritar por socorro. Jairo, que está próximo, ordena que seu agente atire no suposto terrorista. Joca pula o muro e foge. Jairo e seus agente correm atrás do detetive.

QUARTA 27/04
Flores se recompõe da briga com Joca. Ferido, decide ir até o comício de Nicolau. O professor sobe no palanque e se junta à Karina. Durante a fuga, Joca encontra Sereno mancando. Ele pede que o hacker entregue o gravador para Marisa. Os agentes federais se aproximam e o detetive continua em sua fuga. Flores pede a palavra para Nicolau e começa a discursar. O professor afirma que sofreu um atentado. Joca tropeça durante a fuga e os agentes federais conseguem prendê-lo. Teixeira avisa à Querêncio que deixará de ser inventariante do testamento de Durrel. O advogado convoca todos para comunicar algo. Célia chama Bruno para uma conversa e avisa que além da separação, pedirá metade de seus bens. Durante seu discurso, Flores diz que Joca atentou contra sua vida. Jairo e seus agentes conduzem o detetive até a delegacia. Filomena se despede de Tito. Sentida, ela diz que ficará hospedada no Solar. Filó se despede de todos da pousada antes de sair. Romeu propõe um brinde e Alfredo corteja Léia novamente, que fica constrangida. Elza chega esbaforida e diz que Joca foi preso. Léia desmaia no mesmo instante. Marta se desespera com a falta de notícias sobre Sereno. Joca é escoltado até a delegacia. Ajuricaba acredita que finalmente os agentes federais deixarão a cidade. Durante a reunião, Teixeira conta que queimou um documento deixado por Durrel, onde indicava Arminda como sua sucessora na presidência internacional da empresa. Jairo começa a interrogar Joca. O agente federal não acredita nas palavras do detetive e começa a se irritar. Arminda fica possessa ao pensar na atitude de Teixeira. Claudel avisa que a diretoria na Europa já tinha tomado a mesma decisão, logo a atitude do advogado não faz diferença. Nicolau e Karina ficam preocupados ao ouvirem o relato de Flores, sobre a gravação de sua conversa. Marisa liga para Arminda e conta que Joca foi levado pela polícia. Flores diz para Ajuricaba que Sereno está envolvido no suposto plano terrorista. O hacker entrega o gravador para Marta. Jairo não deixa que Ventania converse com Joca e decide levar o detetive para Brasília. Marta leva o gravador para a delegacia.

QUINTA 28/04
Capítulo não fornecido.

SEXTA 29/04 – FINAL
Capítulo não fornecido.

Comentários encerrados.

Parceiros