SEGUNDA 11/04
Flores avisa Ajuricaba que Joca provavelmente não saiu da cidade. Ele convence o delegado a conversar com Jairo. O objetivo é fazer uma busca em Ribeirão. Claudel conta para os herdeiros de Durrel que Teixeira usa uma identidade falsa. Na verdade, seu nome é Edward Briggs. O falsário teve problemas na Europa e Madame Durrel o ajudou a escapar para o Brasil. Devido à falsa identidade, Querêncio e Filomena podem ter problemas com a herança, já que Teixeira é o inventariante. Tito conversa com sua mãe e se mostra preocupado, já que ocorrerá um grande evento de turismo justamente quando a cidade passa por várias turbulências. Mesmo assim, conversa com Iara e Newton e chega à conclusão que o evento será mantido. Marisa avisa à Elza que está indo embora do Solar. Claudel dá duas opções para os herdeiros de Durrel. Afastar Teixeira do inventário ou deixar tudo como está. Porém, existe o risco de tudo ser descoberto e o documento ser anulado. Filomena e Querêncio decidem que vão pensar antes de tomar alguma atitude. Eles concordam que o francês dê a notícia para Arminda e Bruno. Ajuricaba convence Jairo a buscar Joca pela cidade. Lincon conta para Patrícia e André que o vice-presidente logo renunciará. Marisa retorna para a boate. Claudel revela para Arminda e Bruno a verdadeira identidade de Teixeira. Marta fica sabendo que começaram as buscas para encontrar Joca. Ela telefona para Arminda e a alerta. Filomena conversa com seu pai e os dois entram num impasse, já que Teixeira era protegido de Durrel por algum motivo. Sônia deixa o hospital. Arminda deixa o local da reunião e pede que Andréa avise a todos. Bruno discute com Teixeira porque não aceita sua mentira. Jairo e seus agentes invadem o Solar. Joca ouve a confusão e fica sem saber o que fazer. Arminda chega ao local e presencia a tudo. Nicolau inicia um discurso na tribuna.

TERÇA 12/04
Nicolau discursa na Câmara. Zuleide e Karina assistem ao pronunciamento pela TV. O Senador afirma que as mortes em Ribeirão têm o objetivo de prejudicá-lo. Jairo mostra para Arminda o mandado que autoriza a busca por Joca em sua casa. Os agentes se dirigem ao quarto da empresária e encontram a porta trancada. Jairo pede que Arminda use sua chave. Marta fica indignada com o fato de Ajuricaba levar o recado de Flores para os federais. Ela fala sobre a possível morte de Joca e faz o delegado se sentir culpado. Arminda abre a porta e Jairo entra no quarto. Eles revistam o cômodo e não encontram ninguém. Joca fica deitado no telhado da casa, imóvel, esperando que a polícia vá embora. Todos cuidam de Sônia, seguindo as recomendações médicas. Lincon chama André para uma conversa. O jornalista pede que seu filho deixe a casa de Ajuricaba. Ele sugere que André convença Sônia a morar em sua casa, pelo menos até o bebê nascer. O jovem avisa sua esposa que voltará a morar com seus pais. Jairo e seus agentes deixam a casa de Arminda. Marisa confessa para Vera seu arrependimento de ter se casado com Querêncio. Tito chama Mateus para seu escritório e avisa que já chamou outro piloto para substituí-lo. Antes de sair da sala, Mateus o provoca e pergunta se essa decisão foi influenciada por seu lado emocional. O piloto fala com Iara e Newton que foi demitido. O paraquedista tenta reverter a situação com Tito. Léia vai ao Já Era e Romeu conta que ficou sabendo através de Elza que os agentes federais fizeram uma busca na casa de Arminda, sem sucesso. Flores fala com Sereno que já tem informações sobre a renúncia do vice-presidente do Brasil. Arminda avisa à Querêncio que Marisa foi embora do Solar. Joca liga para sua amada e avisa que está a salvo, no telhado. Arminda vai ao encontro de Marta e diz que Joca está se arriscando muito ao ficar no seu quarto. Querêncio vai à boate tentar trazer sua amada de volta. Ela pede um tempo para pensar. Arminda liga para a Marisa e pede que ela ajude a esconder Joca. Filomena fica sabendo através de Iara e Newton que Mateus foi demitido e, furiosa, vai tirar satisfações com Tito.

QUARTA 13/04
Vera sugere que Joca fique hospedado na casa de Adriana. A moça é nova na cidade e não tem nenhuma ligação com o detetive. Por isso, não levantará suspeitas. Marisa liga para Arminda e avisa que conseguiu um lugar para Joca. Ela só precisa que o levem ao local. Tito e Filomena discutem. Ela demonstra sua insatisfação com a demissão de Mateus. A moça é incisiva e diz que a partir daquele momento, a única coisa que os une é o contrato. Mateus vai embora da pousada. Antes de sair, Filomena despede-se dele. O piloto diz que ainda ficará alguns dias em Ribeirão e que eles ainda podem se encontrar. Ajuricaba chega em casa e fica sabendo que André foi embora. O delegado vai ao quarto de sua filha e criticado duramente por ela. A jovem diz que também está pensando em sair de casa. Patrícia discute com Lincon por ter convencido seu filho a sair da casa de seus sogros e ter deixado Sônia. Tito se lembra dos bons momentos com Filomena e se arrepende de suas atitudes. Querêncio bebe demais devido à ausência de Marisa. Diana vai até o prefeito e avisa que Claudel chegou para o jantar. Querêncio oferece cachaça para o francês. Arminda chega e Claudel, que começou a ficar alterado graças à bebida, se anima com a empresária. Bruno conta para Karina e Célia, o segredo de Teixeira. Ele diz que o advogado engravidou uma jovem na Europa. A menina abortou, e graças à uma complicação, morreu. Por esse motivo, Teixeira começou a ser perseguido. Depois da reunião, Querêncio sobe para dormir. Claudel pede à Arminda que mostre sua casa. Diana acompanha o casal e sugere que o francês veja o quarto de Arminda. Na saia justa, a empresária bate na porta, dando sinal para que Joca se esconda. O detetive vai para baixo da cama. Marisa e Adriana aguardam no ponto de encontro que combinaram com Arminda. Elas estranham a demora e decidem ligar para a empresária. Arminda consegue dispensar Claudel e vai ao quarto, levar algumas coisas para Joca, que está faminto. Em seguida, o detetive sai pelo telhado e encontra a empresária, que o espera com o carro ligado. Nicolau assina um cheque para Lincon e pede que Lílian leve junto com a rescisão de contrato para o jornalista. O Senador recebe um telefonema do presidente de seu partido e toma conhecimento que o vice Presidente da República renunciou.

QUINTA 14/04
Célia e Bruno tentam impedir que Karina saia para se encontrar com seu noivo. A jovem os convence sobre a importância de sua presença ao lado de seu futuro esposo e o casal acata. Arminda leva Joca até o ponto de encontro combinado com Marisa para esconder o detetive. O casal discute no trajeto porque a empresária não assume o relacionamento que possuem. Eles chegam ao local e Adriana vai logo abraçando Joca, para o espanto de Arminda. Marisa explica que a dançarina é nova na cidade e o detetive não correrá nenhum risco já que a moça não levantará suspeitas. Arminda fica com ciúmes ao ver a proximidade do casal. Antes de partir, a empresária chama Joca para conversar reservadamente. Dominada pelo ciúme, ela tenta, em vão, convencê-lo a se hospedar em outro local. Marisa chama o detetive e os três partem. Nicolau fala com Lilian e Ivo sobre a manchete da renúncia do vice-presidente que sairá na próxima edição de seu jornal. Karina fala com Flores sobre sua insegurança em ser a futura primeira dama. O professor não perde tempo e canta a moça. Sereno vai ao encontro de Marta. Para obter informações sobre Flores, a investigadora convence o ajudante do intelectual a ir até sua casa. Jairo surge e avisa Marta que fará uma diligência. O casal desmarca o encontro e deixam para o dia seguinte. Iara discute com Tito e demonstra sua insatisfação com a demissão de Mateus. Tito chama Filomena para uma conversa, mas a moça o dispensa. O dono da pousada a segue até o quarto. Ele se aproxima para tentar a reconciliação, mas ela não aceita conversar e vai para o banheiro. Adriana se insinua para Joca, mas o detetive se esquiva de todas as investidas da moça. Jairo vai até a casa de Léia procurando mais uma vez pelo detetive foragido. Ele interroga a mãe de Joca mais uma vez. A dona de casa se nega a dizer qualquer coisa e os agentes iniciam uma busca na residência. Arminda liga para o detetive e não consegue disfarçar o ciúme que sente. Claudel conta para a empresária que Briggs foi condenado à prisão na Europa. Teixeira conversa com Célia e explica os acontecimentos de seu passado. Conta inclusive que já teve um caso com Madame Durrel. Lílian vai até a casa de Lincon e leva o cheque com a rescisão do contrato do jornal. Furioso, o jornalista diz que vai avaliar a proposta. André vai até a casa de Sônia e ela demonstra sua vontade em sair de casa.

SEXTA 15/04
Sancha diz a Querêncio que entende por que Marisa o abandonou e ele fica invocado. Virgínia anuncia pelo interfone que Célia quer falar com o prefeito, que pede para ela esperar. Bruno reclama que Célia não preparou o café da manhã e diz a Teixeira que confirmou sua presença na reunião com Claudel. Ele aproveita para provocar o advogado e o chama de “Doutor Briggs”. Teixeira pode para Bruno não brincar com isso e que explicará tudo na reunião. Lincon lê para Patrícia um artigo que fez sobre Nicolau e deixa sua esposa aflita. Sônia diz a André que ainda está pensando se vai morar com ele na casa de Lincon. Adriana joga mais charme para Joca, que se desvencilha delicadamente. A dançarina conta sua história para o detetive e oferece um strip-tease. Joca se assusta e diz que não precisa. Discretamente, Arminda pergunta a secretária se Marta ligou e ela diz que não. Aflita em sua sala por falta de notícias, Arminda pega o celular. Marisa confessa a Vera que ama Querêncio, mas diz que não pode se iludir. A primeira-dama da cidade fala com Arminda ao telefone. A empresária fica sabendo que Adriana ainda não chegou à boate e fica enfurecida depois que desliga o celular. Tito apresenta Hélio, o novo piloto da pousada, para Iara e Newton, que pede para falar a sós com o aventureiro. Newton é agressivo ao falar com Tito, que fica na bronca. Eles se encaram raivosos. Iara fala para Filomena que está preocupada com a irritação de Newton com Tito e pede para ela acompanhá-la. Eles discutem feio, mas Iara e Filó entram para encerrar a discussão. Diana, Carlos e Guilherme conversam sobre os assassinatos e Mateus chega. Diana vai falar com o piloto e Carlos brinca que Guilherme está com ciúmes. Filomena alerta Tito para que ele não perca os amigos por causa de orgulho bobo. Lincon e Alfredo estão no Já Era quando Romeu chega dando a notícia de que vários “carrões” de placa azul estão indo em direção à fazenda de Nicolau. Lincon quer começar uma manifestação contra a Lei Úmida e puxa Sérgio para chamar os jovens da cidade. Karina avisa Nicolau sobre a chegada da ****pula da presidência com alguns jornalistas. O senador comemora o progresso do seu plano e pede que Karina os enrole um pouco, e também, que não desgrude de Beatriz. Ari diz a Ajuricaba que não sabe se vai à reunião que Nicolau o convidou. O delegado diz para ele comparecer porque é possível que o senador vire presidente. Querêncio diz que não vai a reunião do partido na fazenda. Sancha e Célia ficam preocupadas. Karina conversa com o presidente do partido, quando Nicolau sai de sua sala e cumprimenta a todos. O senador diz ao que está à disposição do partido. Adriana chega à boate e Marisa pergunta o motivo de seu atraso. A nova dançarina da boate confessa que estava “mimando” Joca. Marisa pede para ela não complicar ainda mais a situação. Querêncio se lamenta com Arminda, que tenta animá-lo quando ambos são chamados para a reunião com Bruno. Nesta, todos chegam à conclusão de que Teixeira deve renunciar ao inventário da herança, à assessoria da empresa, e sumir do mapa. O advogado diz que vai pensar. O presidente do partido anuncia que Nicolau deverá assumir a presidência da República. Beatriz chama Ari para conversar afastado de todos e conta que Érico quer que ele seja vice-presidente. Filomena encontra Mateus no Agito Colonial e o convida para jantar com seu pai. Eles trocam olhares sorridentes. Jairo reclama da cidade com Marta quando Sereno chega perguntando se o jantar deles está confirmado. Marta o recebe sorridente e confirma.

Comentários encerrados.

Parceiros