SEGUNDA 6/06
Regina diz para Francisco que o procedimento já começou e o rapaz corre para a sala de operação. A empresária liga para Cleber e diz que o médico fará tudo conforme o combinado. Francisco chega ao quarto e encontra Patrícia desacordada. Ele a pega no colo e sai, para alívio do doutor. Após a saída do casal, Regina paga a quantia combinada para o médico. Fátima começa a gritar. Edmilson pede que sua filha vá para o quarto. Fátima se “recupera” subitamente e diz que jamais tentaria se matar. O objetivo era que Cacau ligasse para Belmiro e, de fato, é o que acontece. Assim que ele recebe a ligação de sua neta, parte para a casa da filha. Severino se lembra da vida sofrida que tinha em sua terra natal. Welligton atende ao pedido de Carlos e diz que ficará de olho no romance de Grace e Jorge. Regina e Cleber brindam o sucesso de seu plano. Tatiana se esconde e ouve sua mãe falando sobre a farsa do aborto. Fátima faz drama, fingindo que tomou todos os remédios e Belmiro avisa que vai se mudar para o apartamento de sua filha. Ela desmaia na mesma hora. Divina espera seu marido dormir para sair do hotel. Hermezinda não entende a decisão de seu companheiro. Ele diz que essa será a forma de punir Fátima. Patrícia descansa no quarto com Francisco. Ele recebe um telefonema da recepção dizendo que Regina chegou. Acompanhada de Cleber, ela exige ver sua filha mas Francisco impede. O casal simula uma discussão quando o sambista revela a quantia que pagou para Cleber. Depois que Francisco vai embora, mais uma vez comemoram e decidem jantar. Floriano e Mariano, irmãos de Severino, chegam ao hotel e se hospedam. Ernesto diz temer que Divina desista da separação. Ela o tranquiliza e avisa que vai esperar mais um pouco. Tatiana conta para Maurício sobre a conversa que ouviu entre sua mãe e Cleber. Hermezinda avisa que se Belmiro realmente decidir morar com Fátima, acabará com seu namoro. Andrea diz que vai procurar Peixoto. Rita e Carlos vão até o quarto de Francisco. Ao chegar, Patrícia vê a moça e a expulsa do quarto.

TERÇA 7/06
Patrícia não acredita que Rita não estava envolvida no sequestro e começa a ofendê-la. A confeiteira sai, acompanhada de Carlos. Francisco e sua namorada discutem por isso. Regina explica para Tatiana que planejou tudo porque não acredita no amor que Patrícia diz sentir pelo pai de seu filho. Severino se arruma para ir ao restaurante mas Divina não gosta muito, já que seu marido está milionário e avisa que vai para o shopping. Depois que ele sai, Divina liga para seu amante e o convida para acompanhá-la. Severino entra em contato com Ernesto e avisa que sua esposa está de saída. Pede que fique de olho nela. Floriano e Mariano encontram seu irmão e começam a sondar sobre o prêmio milionário, já que viram a notícia na TV. Severino apresenta seus irmãos para a turma do bolão. Durante um brinde, Marizete derruba café acidentalmente em Floriano. Quando vai limpá-lo, vê um revólver em sua cintura. Ele se justifica dizendo que é apenas para defesa pessoal. Andrea e Lucas encontram Peixoto. Ela pede que o motorista a encontre mais tarde no hotel. Marizete, Divina e Margarida vão para o shopping. Peixoto liga para Cleber e avisa do encontro marcado. Mesmo milionária, Augusta vai trabalhar na confeitaria. Divina despista suas amigas e encontra Ernesto. O casal se beija e ela retorna para a loja. O malandro liga para Severino e diz que sua esposa ainda não encontrou seu amante. Depois do café da manhã, Floriano e Mariano rendem os integrantes do bolão que estão ali. Eles querem o prêmio milionário da turma. Patrícia fala ao telefone com sua mãe quando Mariano chega para levá-la e se juntar aos outros. Do outro lado da linha, Regina ouve a confusão e chama a polícia. A dupla de marginais dá o prazo de duas horas para que Francisco resgate o prêmio e faça uma transferência bancária. Se não o fizer, começarão a matar todos, começando por Patrícia.

QUARTA 8/06
Francisco e Belmiro saem para receber o dinheiro do prêmio e fazer a transferência. Severino fica indignado com a atitude de seus irmãos e começa a discutir. Em um momento de distração, Jorge pula em cima de Mariano para pegar sua arma e começa a briga. Floriano fica com medo de atirar e acertar seu comparsa. Jorge consegue derrubar Mariano e sua arma cai. Floriano atira no ex-dublê, mas a bala pega de raspão. Raimundo aproveita e se esconde embaixo da mesa. Floriano fecha a porta do restaurante. Os policiais chegam ao hotel. Grace ampara Jorge que ainda está caído no chão. Ele manda a moça se preparar para fugir. O ex-dublê pega uma mesa e usa como escudo para Grace conseguir abrir a porta. Mariano atira na direção do casal. Carlos ainda tenta impedir, mas Floriano lhe dá uma coronhada. Grace e Jorge fogem. Raimundo liga para Augusta. Ela parte rapidamente para o hotel. A polícia cerca o local. Zizi e Adalberto chegam e logo na sequência Lucas e Andrea também. Regina e Cleber estão por ali. Jorge diz que Francisco e Belmiro trazem um comprovante falso do depósito bancário. Floriano e Mariano se dão conta de que falta alguém. Eles olham embaixo das mesas e encontram Raimundo, que logo se junta a seus amigos. Welligton tenta imobilizar Floriano, mas ele se livra. Quando está prestes a atirar Carlos entra na frente. Zé puxa a barra da calça do bandido e por isso ele erra o tiro. Floriano dá um chute no cão. Durante uma pausa nas compras, Jaqueline vai comprar um sorvete e vê Ernesto. Ele foge, mas a menina o segue e alcança. Jaqueline ameaça e diz que se ele não se afastar, contará tudo para Severino. Bujuca, o menino que assaltou Grace na praia, vê sua amiga na TV, falando sobre o sequestro e fica admirado ao saber que ela ficou milionária. A polícia entra no hotel com cautela. Floriano olha o relógio e vê que acabou o prazo. Ele aponta a arma para Patrícia, mas Carlos se põe na frente. O bandido engatilha a arma e quando vai atirar, a polícia entra. Começa um tiroteio. Um policial é atingido e sua arma cai perto de Carlos. Zé pega a pistola e a entrega para seu dono. Carlos atira no peito de Mariano, que cai morto. A polícia rende Floriano. A situação se acalma. Alguns vão saindo e um policial para Carlos, admirado, e diz pensar que ele ainda estava preso.

QUINTA 9/06
Carlos e o policial ainda falam sobre a prisão, quando Rita aparece e ouve a conversa. O dono de Zé desconversa e pede que ela vá para o quarto. O oficial libera a dançarina, mas leva Carlos para a delegacia. A polícia não deixa que ninguém entre no hotel. Divina, Marizete e Margarida chegam das compras e não entendem a confusão. Francisco e os outros amigos resumem a história, mas acalmam a todas. Fátima e Edmilson assistem ao desfecho da situação no hotel pela TV. A megera afirma que o assalto foi uma coisa boa, para espanto de seu marido. Ela diz que seu pai merecia sofrer mais, já que decidiu morar em sua casa. Carlos presta depoimento na delegacia. Patrícia pede à sua mãe que se afaste um pouco, para que possa viver tranquila com Francisco. Zizi vai até o hotel para falar com sua filha. Mais calma, a dançarina pede o endereço de sua mãe, para poder visitá-la. A doceira disfarça e vai embora. Patrícia sugere que Francisco tente esquecer o que sua mãe fez no passado. O delegado provoca Carlos, relembrando seu passado como ex-policial. Peixoto chega ao hotel. Ele sobe e conversa com Andrea e Lucas. A milionária propõe que o taxista denuncie Cleber e em troca lhe dará muito dinheiro. Peixoto teme que o miliciano se vingue, mas resolve refletir e pede alguns dias. Depois de sair do hotel, ele liga para Cleber e conta os últimos acontecimentos. Zizi recebe uma carta de Adalberto. Nela, o ex-mecânico conta que está saindo de sua vida, pois se tornou um peso morto. A doceira chora. Guilherme e Carlos chegam da delegacia. O advogado coleta a assinatura de Rita e chama Francisco para dar entrada no processo contra Regina. Um representante do governo diz que não podem fechar a compra do prédio da empresária. Regina oferece um milhão de reais como pagamento para que ele tente reverter a situação. Francisco reluta para assinar o documento, pensando no que sua namorada pediu. Patrícia chega e o questiona.

SEXTA 10/06
Patrícia não consegue convencer Francisco e ele assina o documento. Irritada, ela se afasta. Sérgio pede R$ 2 milhões para conseguir a venda do prédio abandonado de Regina. A empresária aceita e diz a Maurício que conseguirá essa quantia com seu genro. Zizi vai até Augusta, pedir ajuda para achar Adalberto, que desapareceu. Ela conta também que estava morando em um abrigo público. A mãe de Raimundo decide chamar Lucas e Andrea para ajudar. Betão tenta fazer com que Roseli diga onde está Ivan. Como ela não sabe, começa a chorar e o agiota fica comovido. Ele a leva para comer um cachorro quente. Betão começa a cortejar a cabeleireira. Ivan chega em Belém. Francisco tenta explicar os motivos que o levaram a assinar o documento, mas Patrícia se nega a ouvir. O grupo retorna da busca e ninguém encontra Adalberto. Augusta convence Zizi a se hospedar no hotel. A doceira liga para sua filha. Francisco desce para jantar. Patrícia liga para Carlos e o chama em seu quarto. Quando ele chega, a moça é direta e diz saber do sentimento dele por Rita. Patrícia propõe uma aliança. Rita briga com sua mãe por não ter contado sobre o abrigo. Carlos se nega a aceitar o pacto com Patrícia. Pela manhã, ela vai até a casa de Regina para tomarem café juntas. A empresária pede que sua filha consiga o dinheiro com Francisco. Patrícia conta que já deram entrada no processo contra sua construtora. Augusta acorda Raimundo para que ele vá trabalhar. O jovem se irrita, pois não entende porque mesmo depois de enriquecer, deve ir para a confeitaria. Ele promete ir depois do almoço e a confeiteira sai. Raimundo aproveita que está sozinho no quarto e chama Juliana. Peixoto vai até o hotel para falar com Andrea. Cleber o segue. Regina se descontrola, porque Patrícia se nega a pegar o dinheiro com Francisco e começa a gritar. Tatiana chega na hora e, sem querer, conta que o aborto fez parte de um plano entre sua mãe e Cleber.

Comentários encerrados.

Parceiros