Os Dez Mandamentos 16 à 20 julho 2018

Capítulo 60 – Segunda-feira, 16 de julho
Os soldados cananeus começam a derrotar os hebreus. Diante da murmuração do povo, Calebe não se abate e é elogiado por Noemi. Pelas faltas no trabalho, Corá é suspeito de fazer reuniões secretas por Arão e Moisés. Moisés cai de joelhos no chão e prosta o rosto em terra quando é confrontado por Corá, que tem a seu favor centenas de revoltosos. Datã e Ada riem quando ele conta para a mulher como ficou a cara de Moisés após o acontecido com o grupo de revoltosos. Moisés fica emocionado ao orar a Deus de forma fervorosa. Corá diz que Moisés cansou o povo e que, por precisarem de um novo líder, ele é o mais apto, ao se gabar para Assir e Elcana. Ada fica furiosa quando discute com Zípora por ela não aprovar o que o marido de Ada tem feito, indo contra Moisés. Moisés admite já ter entregue nas mãos de Deus pois a batalha não é mais dele, em conversa com Zípora. Para mostrar quem são os Seus escolhidos, Deus ganha oração de Moisés depois dele discursar. Se achando vitoriosos, Corá e Abirão sorriem confiantes que Deus está do lado deles. O povo deve se afastar da tenda de Corá por ordem de Deus a Moisés. Datã ouve para desistir da oposição em súplica de Safira. O povo se divide na frente de Arão e Moisés.

Capítulo 61 – Terça-feira, 17 de julho
Moisés diz que todos vão saber que o Senhor é desprezado se a terra se abrir e engolir Corá, Datã e Abirão e tudo que eles possuem. Apavoradas, correm as pessoas quando objetos caem e o chão começa a tremer. Aos pés de Corá, Datã e Abirão chega uma fenda enorme como se tivesse sendo rasgada. Agarrado a Bina, cai, gritando desesperado, Corá após todos congelarem de medo. Em meio a gritos de pânico, os demais são engolidos pela terra. Começa a se agitar e crescer a nuvem de fogo que pairava sobre o tabernáculo. Os revoltosos tentam correr inutilmente e acabam mortos. Betânia reencontra a filha ao chegar desesperada. Moisés consola Zípora pela perda de sua irmã. Oren beija com paixão Adira quando ela revela sentir mais que apenas gratidão. Deus diz que irá cessar as murmurações dos filhos de Israel ao chamar por Moisés e pedir para ele falar com os líderes das doze tribos. Arão fica emocionado quando Moisés lhe mostra o milagre de Deus. Ilan é cuidado de forma orgulhosa por Safira. Ela é pedida, sem voltas, em casamento por Eldade, que chega tenso. Se declaram Josué e Ana. Mortos estão Miriã e Hur. As crianças se tornam adultos e formam as próprias famílias, após 38 anos. Já com filhos, os filhos de Simut e Jerusa são olhados felizes pelos pais. Eli e Rebecca estão com as filhas de Abigail e Zelofeade e com seus pais, Deborah e Bezalel. Natan encontra Zípora e Moisés depois de muitos anos.

Capítulo 62 – Quarta-feira, 18 de julho
Em Hesbom, em uma barraca próspera estão Eva e os pais, Jair e Talita. Após passar mal, desmaia Lemuel. Cosby tem seu retorno ao palácio negado por Balaque após pedido de Betânia. Jaque, Jerusa e Damarina se espantam quando Sara conta que Adira está em Hesbom. À beira da morte, Lemuel conta a Leila que Baraquias é seu filho. Ana é lembrada por seus momentos ao lado de Josué por ele. Os ossos de Jetro serão enterrados em Midiã, avisa Moisés. Adira diz que não vai desistir de procurar por Haya e Abner em conversa com Oren. Todos os filhos de Balaque caíram doentes fica sabendo Elda. As palavras de Balaão estão se cumprindo afirma o rei depois de saber o que Elda lhe contou. Para tomarem conta do acampamento, ficam Arão e Josué.

Capítulo 63 – Quinta-feira, 19 de julho
Josué orienta os hebreus quando eles treinam espadas, em duplas. Em Midiã, na frente da casa de Jetro, Moisés e os familiares se emocionam quando chegam. Betânia é avisada por Emma que no palácio está Cosby. Cosby é a sacerdotisa que está no centro quando o ritual termina. A filha de Betânia não lhe recebe com o mesmo entusiasmo quando ela chega para abraçá-la. Cosby diz acreditar em outros deuses ao perder a paciência com a mãe. Os filhos de Balaque morrem e causam pavor no rei. Ao lembrar que ninguém sabe a causa da morte de Ana para Calebe, Josué se emociona. Passa mais um tempo. Sem água, o povo diz que seria melhor ter ficado no Egito do que morrer no deserto como animais e murmura para Moisés e Arão. Deus fala com eles quando a nuvem em cima do tabernáculo vira fogo. A água jorra em uma rocha quando, em momento de raiva, Moisés, bate duas vezes e com força a ponta do cajado. Moisés é questionado porque bateu na rocha se era para apenas falar com ela, por Deus. Para a Terra Prometida, não são permitidos conduzir o povo Arão e Moisés por aviso de Deus. Da família se despede Arão. Acompanhado de Moisés e Eleazar, Arão sobe o Monte Hor. Para conhecer Deus, ele diz estar pronto.

Capítulo 64 – Sexta-feira, 20 de julho
No alto do Monte Hor, Arão se despede de Moisés e Eleazar. Moisés veste Eleazar com as roupas do irmão. O Libertador escreve sobre a morte de Arão. Algum tempo se passa e Moisés diz palavras de força e apoio aos guerreiros hebreus. Seom reúne outros reis de reinos próximos para traçarem uma estratégia contra o povo hebreu. O rei de Hesbom diz ter um trunfo. Ele avisa que a esposa de Oren é cunhada de Moisés.Zur avisa ao rei Balaque e à rainha Elda sobre a aproximação dos guerreiros hebreus. Deborah se mostra preocupada com a ida de Eli ao combate. Oren tenta convencer Seom a desistir de guerrear contra o povo hebreu. Moisés se reúne com Calebe e Josué. Eles decidem que Hesbom é o próximo lugar a ser invadido. Moisés avisa que quer Adira viva. Oren avisa ao filho Ezequiel sobre o perigo que Adira está correndo. Iru debocha do jeito como Otniel treina com a espada. Adira questiona Oren sobre a decisão do rei de lutar contra o povo de Moisés. Ezequiel avisa à Leila sobre a aproximação dos hebreus. Em conversa com Noemi, Joana diz que sente um conforto por saber que Arão está junto de Deus. Adira suplica a Oren para que fujam em direção ao acampamento dos hebreus. O rei Balaque deixa Betânia tensa ao dizer que precisará chamar Balaão. Gahiji pede para Bezalel manter a fé pois eles encontrarão Leila. Oren surpreende Leila e Baraquias ao avisar que fugirão de Hesbom para encontrar os hebreus. Eleazer conversa com Inês e diz que é uma responsabilidade e tanto assumir a função de sumo sacerdote. Zípora diz estar ansiosa para reencontrar suas irmãs e sobrinhos. Moisés diz sábias palavras a Josué.

Bicho do Mato 16 à 20 julho 2018

Capítulo 229 – Segunda-feira, 16 de julho
Cecília sai assustada do trem fantasma e vê que Ramalho está morto. Frederica confirma que a pedra não está com Ramalho. Uma criança sai chutando o diamante, que fica largado, como uma pedra qualquer, na rua. Num misterioso telefonema, Lili avisa que deu tudo certo, despertando a curiosidade de seus amigos. Joca diz a Gigi que não matou Ramalho e que jogou fora a arma quando viu a Polícia no parque. Paulo arranja uma testemunha e Maurinho confessa que estava no parque.

Capítulo 230 – Terça-feira, 17 de julho
Maurinho nega ter matado Ramalho. Betinha assegura a Tavinho que negará até a morte ter estado no parque, mesmo que Gigi a denuncie ao delegado. Tavinho não poderá denunciar uma pessoa que viu no parque, pois seu álibi consiste em dizer que ele e Betinha não saíram de casa. Betinha e Tavinho continuam afirmando que não foram ao parque. Mesquita diz que ainda não terminou de resolver tudo que veio fazer no Brasil. O resultado do exame de balística chega à delegacia.

Capítulo 231 – Quarta-feira, 18 de julho
O tiro que matou Ramalho não saiu da arma de Joca. Paulo apresenta duas testemunhas que provam que o álibi de Betinha e Tavinho é falso. Tavinho entrega que Mesquita, namorado de sua mãe, que odiava Ramalho, estava no parque, e não na Europa. Tavinho e Betinha chegam em casa e dizem para Cecília e Juba que Mesquita entrou na lista de suspeitos por estar no Brasil. Mariano resolve enfrentar Zé Diacho e Geraldo diz que vai junto. Juba, Cecília, Mesquita, Joca e Eduardo vão à delegacia. Um baleiro testemunha que Mesquita estivera no parque. Mesquita afirma que entre eles há um traidor, comparsa de Ramalho e seu verdadeiro assassino. Mesquita e Laura descobrem um sócio de Ramalho na Europa, conhecido como Senhor X, chefe desse traidor no Brasil e mandante do assassinato.

Capítulo 232 – Quinta-feira, 19 de julho
Mesquita diz que o Senhor X pode ser um homem ou uma mulher. Em casa, todos acusam Ruth, que, por sua vez, acusa Sílvia, lembrando que ela era a traficante de pedras de Ramalho, que era ela quem levava as pedras para a Europa. Vanda pede que Nicolau conte o que está havendo, mas ele se nega, dizendo que nem ela nem Graça o deixarão ir adiante e ele não pode mais voltar atrás. Brandão leva Tiniá amarrada pela floresta. Alzira avisa a Juba que Mariano e Geraldo querem prender Brandão e Zé Diacho, que estão no garimpo. Juba resolve viajar para o Pantanal. Lili avisa que Roberto conseguiu identificar um conhecido nas gravações feitas no parque. Roberto chega e acusa Emílio de ter ido ao parque e matado Ramalho a mando do Senhor X.

Capítulo 233 – Sexta-feira, 20 de julho
Emílio explica que foi ao parque para ajudar Juba e Cecília a resgatarem Ruyzinho e que mentiu por medo de o acusarem de ser o assassino. Roberto avisa que entregou a fita ao inspetor Paulo. Juba, Yara, Léo e Jaci viajam para o Pantanal. Ruth liga avisando Betinha e Tavinho que Emílio é o traidor. Maurinho não consegue segurar um espirro e chama a atenção dos bandidos. Começa um tiroteio. Zé Diacho e Brandão fogem e Maurinho usa o megafone para dar ordem de prisão aos jagunços. Tiniá é libertada, Carlos e Juliana resolvem voltar para o Rio. Teleco pede Tiniá em casamento. Iru permite que Tiniá e Márcia os acompanhem na batalha.

Luz do Sol 16 à 20 julho 2018

Capítulo 131 – Segunda-feira, 16 de julho
Drica tenta fugir de Agenor, mas ele a impede e implora que ela o ajude. Agenor jura a Drica que não foi ele quem a seqüestrou, mas sim quem a achou. Drica chama Agenor de bandido e pede que ele se afaste de todos da família. O juiz dá a guarda de Einstein a Nicanor. Verônica conta a Cléo que Tom recusou seu pedido de casamento. Na casa de Tom, todos comemoram a decisão do juiz. Nicanor pede Nicole em casamento e ela fica emocionada. Drica chega em casa chorando. Isabela vai à casa de Freddy e diz que está pensando em voltar a nadar. William convida Vicente para morar com eles e Vicente pede um tempo pra pensar. Leonardo encontra Drica chorando, e descobre que o motivo foi o encontro com Agenor. Vicente conta a Isabela que William quer que ele volte a estudar. Marcelo, William e Leonardo decidem denunciar Agenor à polícia. Georgi aconselha o pai a ir atrás de Verônica. Vicente recebe ligação de Agenor em seu celular. O pai diz que quer vê-lo no dia seguinte e Agenor fica surpreso ao saber que ele está indo para Angra. Laura descobre que o carro em que Vladimir morreu era o mesmo carro suspeito, preto e sem placa, que perseguiu Zoé e Marcelo na estrada de Angra. Os revoltados provocam uma arruaça na boate, mas apenas Gabi é retida pelos seguranças. Leonardo conta a Vicente que Agenor anda assustando Drica e pede que Vicente avise caso seja procurado por Agenor. Rick se diverte ao perceber que Zoé está com ciúme de Léo e Laura. Leonardo vê Zoé e Rick na boate e fica irritado. Maria Eugenia, Drica, Bernardo, Georgi, Guiga, Isabela e Vicente vão para Angra. Yvonne atende o celular de Drica, que o deixou na casa. É uma ligação de Dona Neuza, que diz querer entregar um envelope. Tom decide explicar para Verônica porque não pode se casar, ao mesmo tempo em que um novo pretendente, Rodrigo Otávio, chega na Relacionamentos.com e se apaixona à primeira vista por Verônica.

Capítulo 132 – Terça-feira, 17 de julho
Rodrigo Otávio se declara para Verônica e ela é receptiva, dizendo que não tem compromisso com ninguém. Drica percebe que Isabela e Vicente estão se dando bem, por mais que só briguem. Leonardo incomodado com o ciúmes de Zoé, afirma que Laura é apenas uma amiga que o está ajudando. Lorena se irrita porque Yan não contou a ela que Drica e os demais foram para Angra. Verônica diz a Priscila que não quer mais ouvir falar no nome de Tom. Lorena recebe intimação para comparecer ao Conselho Regional de Psicologia por exercício ilegal da profissão e fica desconfiada que pode ser coisa de Marcelo. Laura pergunta a Gabi que espécie de amigos são aqueles que a deixaram sozinha na boate. Verônica conta a Cléo que encontrou o pretendente ideal. Drica e as crianças, em Angra, procuram o local onde foi encontrado o osso misterioso. Lorena recebe uma intimação do conselho de psicólogos por exercer a profissão ilegalmente. Bernardo conta para Drica que Isabela o paquerava ainda quando namorava Pedro e Drica vai tomar satisfações com a irmã. Agenor encontra Vicente na ilha e revela que o osso encontrado era do filho de Fausto, que ele mesmo enterrou. Nina conta a Cherry que Belquiss a perdoou e até quer tirar foto como a mãe de Luckystar. Pedro vai ao escritório conversar com Milena e pergunta como foi a reunião com os franceses. Cherry conta a Odete que seu CD será um sucesso de vendas no exterior. Vicente e Isabela apostam uma corrida na água, mas Isabela sente câimbra, quase se afoga, e é salva por Drica. Vicente faz respiração e ajuda Isabela a retomar o fôlego. Marcelo conta pra Leonardo que denunciou Lorena, e Leonardo teme por ele, pois Lorena é muito vingativa. Juarez pede licença a Maria Eugenia para sair por um tempo. A campainha dos Alcântara Diniz toca e Maria Eugenia abre a porta para Wandinha. Tom vai ao encontro de Verônica e é surpreendido pela presença do novo pretendente dela: Rodrigo Otávio.

Capítulo 133 – Quarta-feira, 18 de julho
Rodrigo Otávio se apresenta para Tom, que fica desconsolado. Lorena explica a Valadares que quer voltar a atirar porque precisa dar uma lição numa certa pessoa. Wandinha tenta voltar às boas com Maria Eugenia, que está irredutível. Vicente se despede de Isabela antes de ir embora da casa dos Alcântara Diniz. Drica pergunta a Bernardo porque ele nunca disse que Isabela dava em cima dele. Georgi e Joaquim se aliam para tentar juntar Tom e Verônica. Laura vai à marina para ver como Vicente está. Verônica diz a Hilde que vai se casar com Rodrigo e esquecer Tom. Nicanor pede a Tom que Nicole more com eles. Lorena tem a idéia de ir morar com Valadares. Verônica conta a Priscila que vai passar o fim de semana com Rodrigo em Gramado. Tom diz a Georgi que Verônica é um assunto encerrado em sua vida. Clemente diz a Kayla que ela precisa procurar emprego, pois não vai bancá-la. Yvonne conta a Drica que atendeu a ligação de uma Dona Neuza no celular dela. Seguranças do condomínio são instruídos a ficarem de olho em Agenor. Tom vê Verônica saindo para viajar com Rodrigo. Lorena e Valadares treinam para atirar. Marcelo comenta com Maria Eugenia que não confia em Lorena e pede que ela tome cuidado. Kayla vai na Doce Surpresa atrás de um anúncio de emprego de confeiteira. Kayla conhece Danilo no shopping e pergunta se ele não pode indicá-la para algum emprego. Freddy diz a William que eles precisam se unir para tirar Milena do comando do estaleiro. Milena avisa Clemente que está com o documento da venda do estaleiro em mãos. O investigador Paulo localiza Agenor escondido no condomínio e manda ele se entregar, mas Agenor sai correndo. Laura avisa a Léo que encontraram Agenor no condomínio. Leonardo percebe que Drica está correndo perigo e sai correndo atrás dela. Drica está caminhando quando Agenor a vê e se coloca atrás dela, usando-a como escudo contra a arma do investigador Paulo.

Capítulo 134 – Quinta-feira, 19 de julho
Agenor segura Drica junto ao corpo, usando-a como escudo. Ela pede que ele se entregue. Tom proíbe Georgi de ver Guiga. Leonardo chega e pede que Agenor solte Drica, mas Agenor ameaça atirar nele. Vicente desabafa com a mãe e diz que Agenor jogou o filho de Fausto numa cova sem nem fazer o enterro. Vicente recebe uma ligação de Laura e fica sabendo que Agenor está cercado. Priscila tem crise de ciúme por causa de Danilo e Kayla. Hilde comenta com Priscila que Verônica quer casar com Rodrigo e Tom ouve a conversa, desconsolado. Yvonne conta a Juarez que Agenor está usando Drica como refém para não ser preso pela polícia. Agenor exige um carro e tem seu desejo atendido pela polícia. Ele coloca Drica no banco de trás, ameaçando atirar. Juarez fala para William e Freddy que Agenor pegou Drica como refém e Freddy se desespera. Eliana e Vicente chegam ao condomínio, tentando romper o cerco policial. Agenor pede que Drica não chore, pois ele diz estar fazendo tudo pelo bem dela. Lorena conta a Valadares que Agenor pegou Drica como refém e vibra com a “tragédia familiar”. Milena também fica sabendo que Drica foi pega como refém de Agenor e saboreia cada detalhe. Vicente escapa do cerco da polícia e vai em direção ao carro em que estão Drica e Agenor. Vicente pede que Agenor atire nele, deixando o pai chocado. Vicente pede que Agenor se entregue antes que seja tarde demais. Agenor joga a arma e sai do carro. Drica sai do carro e é amparada por Eliana e Freddy. Agenor é preso, mas pede que Drica e Vicente não o abandonem. Otávio tenta consolar Tom. Kayla enche Danilo de beijos por ele ter conseguido um emprego para ela. Yan conta a Bernardo que Drica quase foi seqüestrada de novo, deixando-o atônito. Rodrigo ajoelha-se e pede Verônica em casamento. Vicente pede desculpa a todos na casa dos Alcântara Diniz pela atitude de seu pai. Georgi consola Drica. Bernardo chega e ele e Drica se abraçam. Vicente despede-se de Isabela e sai com Laura, deixando Isabela enciumada. Juarez conta a Yvonne que o tal homem misterioso com quem Wandinha se encontrava em Angra é Agenor. Ele diz que vai dar uma prensa nela antes que Dona Maria Eugenia descubra, quando a própria chega e pergunta a Juarez o que ele está escondendo dela.

Capítulo 135 – Sexta-feira, 20 de julho
Juarez conta a Maria Eugênia que o homem que Dona Wandinha encontrou em Angra é Agenor, deixando-a chocada. Drica atende telefonema de Dona Neuza e combina de ir buscar um envelope com ela. Rodrigo avisa a Verônica que reservou duas suítes para eles passarem a noite, pois não quer forçá-la a nada. Vicente conta a Laura que Agenor transportou Drica no dia do seqüestro e teve participação no crime. Laura promete ajudar Vicente. Lorena comenta com Valadares que Agenor poderia ter morrido ao invés de ser preso e Valadares diz que pode dar um jeito nisso. Milena revela a Clemente que fechou negócio com os franceses e saboreia sua vitória. Odete, Rodolfo, William, Freddy, Leonardo, Pedro e Bernardo ficam indignados ao saber que Milena vendeu o estaleiro para os franceses. Marcelo revela aos demais que Milena fez isso porque usou uma procuração com a assinatura de todos eles que dava amplos poderes a ela. Freddy exclama que as assinaturas só podem ter sido forjadas. Kayla é entrevistada por Nicole na agência de relacionamentos. Freddy promete a Maria Eugenia que vai recuperar o estaleiro. Pedro e Bernardo vão tirar satisfações com a mãe sobre a venda do estaleiro. Laura conta ao investigador Paulo que Agenor teve participação no seqüestro da Drica. Isabela diz ao pai que voltou a nadar, deixando-o feliz. Cherry revela a Odete que conseguiu um contrato com uma gravadora no exterior e que elas precisarão viajar no dia seguinte. Stella liga da Itália e Maria Eugenia evita falar sobre a venda do estaleiro. Agenor é interrogado e insiste em dizer que encontrou Drica na praia e a criou como filha. Agenor se nega a continuar o interrogatório sem a presença de um advogado. Laura observa o interrogatório de Agenor. Maria Eugenia coloca Wandinha contra a parede e pergunta se ela teve algo a ver com o seqüestro de Drica. Wandinha insinua que o marido de Maria Eugenia tenha tido relação com o seqüestro de Drica, deixando-a furiosa. Eliana e William arrumam o apartamento quando Vicente chega com suas malas. Isabela vai à marina procurar Vicente e Laura avisa a ela que Vicente foi morar com a mãe. Tom e Verônica se cruzam no corredor de um shopping e dão um encontrão. Nicole é contra a contratação de Kayla, mas Otávio e Danilo decidem dar o emprego a ela. Valadares vai visitar Maria Eugenia e ela pede a ele que não toque mais no nome de Wandinha. Wandinha procura Marcelo e diz que tem uma pista do seqüestro de Drica. Freddy vai à casa de Milena e a ameaça. Odete revela a Rodolfo que está indo embora do país no dia seguinte. Drica vai ao encontro de Dona Neuza e abre o envelope, ficando estarrecida com o que lê.