Os Dez Mandamentos 16 à 20 julho 2018

Capítulo 60 – Segunda-feira, 16 de julho
Os soldados cananeus começam a derrotar os hebreus. Diante da murmuração do povo, Calebe não se abate e é elogiado por Noemi. Pelas faltas no trabalho, Corá é suspeito de fazer reuniões secretas por Arão e Moisés. Moisés cai de joelhos no chão e prosta o rosto em terra quando é confrontado por Corá, que tem a seu favor centenas de revoltosos. Datã e Ada riem quando ele conta para a mulher como ficou a cara de Moisés após o acontecido com o grupo de revoltosos. Moisés fica emocionado ao orar a Deus de forma fervorosa. Corá diz que Moisés cansou o povo e que, por precisarem de um novo líder, ele é o mais apto, ao se gabar para Assir e Elcana. Ada fica furiosa quando discute com Zípora por ela não aprovar o que o marido de Ada tem feito, indo contra Moisés. Moisés admite já ter entregue nas mãos de Deus pois a batalha não é mais dele, em conversa com Zípora. Para mostrar quem são os Seus escolhidos, Deus ganha oração de Moisés depois dele discursar. Se achando vitoriosos, Corá e Abirão sorriem confiantes que Deus está do lado deles. O povo deve se afastar da tenda de Corá por ordem de Deus a Moisés. Datã ouve para desistir da oposição em súplica de Safira. O povo se divide na frente de Arão e Moisés.

Capítulo 61 – Terça-feira, 17 de julho
Moisés diz que todos vão saber que o Senhor é desprezado se a terra se abrir e engolir Corá, Datã e Abirão e tudo que eles possuem. Apavoradas, correm as pessoas quando objetos caem e o chão começa a tremer. Aos pés de Corá, Datã e Abirão chega uma fenda enorme como se tivesse sendo rasgada. Agarrado a Bina, cai, gritando desesperado, Corá após todos congelarem de medo. Em meio a gritos de pânico, os demais são engolidos pela terra. Começa a se agitar e crescer a nuvem de fogo que pairava sobre o tabernáculo. Os revoltosos tentam correr inutilmente e acabam mortos. Betânia reencontra a filha ao chegar desesperada. Moisés consola Zípora pela perda de sua irmã. Oren beija com paixão Adira quando ela revela sentir mais que apenas gratidão. Deus diz que irá cessar as murmurações dos filhos de Israel ao chamar por Moisés e pedir para ele falar com os líderes das doze tribos. Arão fica emocionado quando Moisés lhe mostra o milagre de Deus. Ilan é cuidado de forma orgulhosa por Safira. Ela é pedida, sem voltas, em casamento por Eldade, que chega tenso. Se declaram Josué e Ana. Mortos estão Miriã e Hur. As crianças se tornam adultos e formam as próprias famílias, após 38 anos. Já com filhos, os filhos de Simut e Jerusa são olhados felizes pelos pais. Eli e Rebecca estão com as filhas de Abigail e Zelofeade e com seus pais, Deborah e Bezalel. Natan encontra Zípora e Moisés depois de muitos anos.

Capítulo 62 – Quarta-feira, 18 de julho
Em Hesbom, em uma barraca próspera estão Eva e os pais, Jair e Talita. Após passar mal, desmaia Lemuel. Cosby tem seu retorno ao palácio negado por Balaque após pedido de Betânia. Jaque, Jerusa e Damarina se espantam quando Sara conta que Adira está em Hesbom. À beira da morte, Lemuel conta a Leila que Baraquias é seu filho. Ana é lembrada por seus momentos ao lado de Josué por ele. Os ossos de Jetro serão enterrados em Midiã, avisa Moisés. Adira diz que não vai desistir de procurar por Haya e Abner em conversa com Oren. Todos os filhos de Balaque caíram doentes fica sabendo Elda. As palavras de Balaão estão se cumprindo afirma o rei depois de saber o que Elda lhe contou. Para tomarem conta do acampamento, ficam Arão e Josué.

Capítulo 63 – Quinta-feira, 19 de julho
Josué orienta os hebreus quando eles treinam espadas, em duplas. Em Midiã, na frente da casa de Jetro, Moisés e os familiares se emocionam quando chegam. Betânia é avisada por Emma que no palácio está Cosby. Cosby é a sacerdotisa que está no centro quando o ritual termina. A filha de Betânia não lhe recebe com o mesmo entusiasmo quando ela chega para abraçá-la. Cosby diz acreditar em outros deuses ao perder a paciência com a mãe. Os filhos de Balaque morrem e causam pavor no rei. Ao lembrar que ninguém sabe a causa da morte de Ana para Calebe, Josué se emociona. Passa mais um tempo. Sem água, o povo diz que seria melhor ter ficado no Egito do que morrer no deserto como animais e murmura para Moisés e Arão. Deus fala com eles quando a nuvem em cima do tabernáculo vira fogo. A água jorra em uma rocha quando, em momento de raiva, Moisés, bate duas vezes e com força a ponta do cajado. Moisés é questionado porque bateu na rocha se era para apenas falar com ela, por Deus. Para a Terra Prometida, não são permitidos conduzir o povo Arão e Moisés por aviso de Deus. Da família se despede Arão. Acompanhado de Moisés e Eleazar, Arão sobe o Monte Hor. Para conhecer Deus, ele diz estar pronto.

Capítulo 64 – Sexta-feira, 20 de julho
No alto do Monte Hor, Arão se despede de Moisés e Eleazar. Moisés veste Eleazar com as roupas do irmão. O Libertador escreve sobre a morte de Arão. Algum tempo se passa e Moisés diz palavras de força e apoio aos guerreiros hebreus. Seom reúne outros reis de reinos próximos para traçarem uma estratégia contra o povo hebreu. O rei de Hesbom diz ter um trunfo. Ele avisa que a esposa de Oren é cunhada de Moisés.Zur avisa ao rei Balaque e à rainha Elda sobre a aproximação dos guerreiros hebreus. Deborah se mostra preocupada com a ida de Eli ao combate. Oren tenta convencer Seom a desistir de guerrear contra o povo hebreu. Moisés se reúne com Calebe e Josué. Eles decidem que Hesbom é o próximo lugar a ser invadido. Moisés avisa que quer Adira viva. Oren avisa ao filho Ezequiel sobre o perigo que Adira está correndo. Iru debocha do jeito como Otniel treina com a espada. Adira questiona Oren sobre a decisão do rei de lutar contra o povo de Moisés. Ezequiel avisa à Leila sobre a aproximação dos hebreus. Em conversa com Noemi, Joana diz que sente um conforto por saber que Arão está junto de Deus. Adira suplica a Oren para que fujam em direção ao acampamento dos hebreus. O rei Balaque deixa Betânia tensa ao dizer que precisará chamar Balaão. Gahiji pede para Bezalel manter a fé pois eles encontrarão Leila. Oren surpreende Leila e Baraquias ao avisar que fugirão de Hesbom para encontrar os hebreus. Eleazer conversa com Inês e diz que é uma responsabilidade e tanto assumir a função de sumo sacerdote. Zípora diz estar ansiosa para reencontrar suas irmãs e sobrinhos. Moisés diz sábias palavras a Josué.

Os Dez Mandamentos 9 à 13 julho 2018

Capítulo 55 – Segunda-feira, 9 julho 2018
Rishon sai com o bebê no colo e Leila sai atrás dele, desesperada. Leila implora a Rishon, Talita e Dorcas tentam consolá-la. Adira realiza o parto de Siloé com dificuldades, mas ao retirar a criança não respira. Abigail tenta entender o que houve com Gahiji, que está deitado na cama. Deborah entra e Abigail pede para que ela busque água e pão. Adira chega para contar a Oren o que houve, Lemuel fica desesperado e Oren o conforta. Leila sai pela porta, desesperada. Um homem a detém, diz que há ordens para ela ficar na casa e a conduz de volta par ao interior. Oren vai atrás do sacerdote do rei para examinar Siloé e Lemuel segura o filho morto no colo. Rishon vai até a rua do comércio e vende o bebê de Leila. Miriã conta a Hur que Gahiji está desacordado e que não encontrou Leila. Balaque está feliz com a gravidez de Betânia que ainda se mostra preocupada. Tanya chega para falar com Emma e diz que Zur está apaixonado por Betânia. Gahiji, delirando, começa a falar como se conversasse com Leila. Abigail está desesperada com a situação de Leila. Miriã, Jaque e Zípora tentam acalmá-la. Bezalel está angustiado e Deborah o acaricia. Eldade pede fé e diz que Leila ainda pode estar viva. Dorcas pede calma a Leila, que grita com ódio e diz que fará de tudo para recuperar o filho. Lemuel chora e enterra o filho na cova. Ana diz a Josué e Arão que os homens que vieram com Gahiji estão bem e com as famílias. Ana se retira, Arão fala a Josué que tem interesse em Ana e que achou melhor se afastar. Josué diz que não há mais impedimento para eles. Corá ouve tudo sem que eles percebam. O sacerdote diz que Siloé ficará bem e que precisa repousar. Siloé acorda, procurando o filho. Lemuel está a caminho de volta e ouve o mercador que comprou o filho de Leila dizendo que não sabe o que fazer com a criança. Lemuel fica encantado com o bebê. Zur conversa com Betânia, que está triste, e diz que o amor dele sempre estará junto a ela e o filho. Elda passa por lá e vê a cena de Zur beijando a barriga de Betânia e fica em choque. Siloé diz que quer ver o marido e o filho. Adira e Oren tentam acalmá-la, sem dizer o que houve, quando Lemuel entra com o bebê no colo. Siloé fica feliz, Adira e Oren ficam sem entender nada. Jerusa fala como enxerga Simut como pai. Joana sai para se recolher, Noemi e Yarin percebem a tristeza dela. Damarina diz que não é fácil para Joana ouvir sobre casamento e não ter alguém. Bina janta com Assir e Elcana, que comentam sobre o atraso do pai, dizendo que ele deve estar tramando contra Moisés. Corá fala com Datã e Abirão sobre a história de Arão e Ana e diz que espalhará a história de que Arão roubou a mulher do filho. Arão conta a Moisés que está apaixonado por Joana, Moisés diz que não há problema nisso e relembra que Eliseba pediu que ele arrumasse uma nova esposa. Elda confronta Zur e pede que ele admita o que aconteceu com Betânia. Gahiji acorda se desculpa com Bezalel por não ter encontrado Leila e é consolado pelo filho e por Simut. Dorcas briga com Rishon por ter vendido o filho de Leila. Talita e Dorcas conversam e dizem estar com pena de Leila. No quarto dos escravos, Leila abraça as roupas do filho. Lemuel conta a Oren como pegou o bebê e que não pretende dizer a verdade à Siloé.

Capítulo 56 – Terça-feira, 10 julho 2018
Adira ajuda Siloé a dar de mamar ao filho. Arão conta a Inês, Eleazar, Itamar e Fineas que irá se casar e sai, um pouco inseguro, para falar com Joana. Leila pede a Dorcas para fugir. Talita diz que os homens que vigiam já saíram. Dumá diz a Libna que tem medo de que o pai se junte a Corá contra Moisés. Libna fala que apoia o marido e que Libna deve fazer o mesmo. Balaque chama Zur e apresenta a Princesa Aviva, filha do Rei Requém, de Midiã. Balaque diz que escolheu ela para ser a noiva do irmão, que fica surpreso. Leila entra na casa de Oren, pedindo para ver Adira e conta que Rishon vendeu seu filho. Lemuel disfarça e Adira fica desconfiada. Arão sai em busca de Joana e encontra Eldade que diz que Gahiji já acordou. Corá se aproxima fala que Arão está apaixonado e que roubou a pretendente do filho. Arão fica nervoso. Zelofeade, Aoliabe, Calebe, Josué, Eleazar e Itamar aparecem, Corá continua contando sobre Arão ter traído Abiú. Joana, Ana, Yarin e Noemi surgem. Corá continua provocando e diz que Abiú pode ter morrido por culpa de Arão. Arão rebate as acusações de Corá e pede Joana em casamento, que aceita. Siloé tem dificuldade em amamentar o filho, Leila conta que teve o filho roubado e oferece ajuda a Siloé. Zur discute com Balaque sobre a escolha da princesa Aviva para ser sua mulher. Tanya descobre que a noiva de Zur está no palácio e diz que lutará para ficar com ele. Miriã diz a Zípora que ficou com ciúmes pela notícia de Arão e que ainda precisa aprovar Joana. Moisés, Arão, Eldade e Hur conversam felizes sobre o futuro casamento de Arão e Moisés diz que está triste pela forma que Corá age. Leila amamenta o filho de Siloé e as duas lamentam o que ocorreu com Leila. Adira discute com Lemuel e fala que o bebê pode ser o de Leila, Oren diz que será melhor se eles investigarem. Zur declama seu amor a Betânia e diz que não quer ficar com a princesa, mas Betânia afirma que aceita a proposta de Balaque é o melhor para ser feito. Tanya fala para Elda que irá casar com Zur ou irá contar ao Rei que Zur é o pai do filho de Betânia. Lemuel conversa com o mercador e pede para que não fale a Oren que Rishon que vendeu o bebê a ele. Leila chora pela perda do filho e Siloé tenta acalmá-la. Elda diz não aceitar a chantagem feita por Tanya e a acerta com um apoiador de metal. Tanya morre. Oren e Lemuel contam para Adira que o filho de Leila foi vendido para um nobre de fora da cidade e Adira pede para Oren ajudar Leila a se livrar de Rishon.

Capítulo 57 – Quarta-feira, 11 julho 2018
Após um oficial limpar os aposentos de Elda, Zur chega e a rainha o aconselha a aproveitar o casamento com Aviva. Rishon discute com Dorcas sobre o sumiço de Leila e é surpreendido por Oren, que diz estar com Leila sob sua proteção e ordena que Rishon não se aproxime dela. Leila agradece a ajuda de Adira e lamenta ainda não haver novidades sobre seu filho. Siloé se emociona com o filho no colo e Lemuel tenta disfarçar a culpa. Miriã conversa com Joana e dá conselhos para o casamento com Arão. Passam algumas luas, Moisés discursa no casamento de Arão e Joana. Corá discute com Bina por Assir e Elcana terem ido ao casamento. Datã fala com Ada que este é o momento de escolherem os lados e que Safira não deveria ter ido ao casamento. Abirão e Libna comem e relembram o próprio casamento. Gahiji pensa em Leila, Simut tenta animá-lo e dá apoio. Moisés termina a cerimônia e Joana e Arão se beijam. Emma e Haya conversam desconfiadas sobre o sumiço de Tanya. Zur discute com Elda após saber o que ela fez com Tanya. Moisés conversa com Deus, que ordena que envie homens para espiar a terra de Canaã. Moisés se reúne com o povo e determina os rapazes que irão espiar a terra de Canaã.

Capítulo 58 – Quinta-feira, 12 julho 2018
Os homens se preparam para a missão em Canaã. Moisés confirma com Calebe e Josué para ter certeza de que não esqueceram nada. Arão sai da tenda e Joana diz para Inês que está muito feliz com a aceitação de Eleazar e Itamar. Josué e Calebe se despedem de suas famílias. Corá observa a movimentação e comenta que é perda de tempo com Abirão e Datã. Oren diz a Seom que os hebreus estão a caminho e o rei diz para o general se preparar para usar Adira em negociação. Adira conta para Leila que o general não conseguiu encontrar seu filho. Dorcas questiona Rishon sobre a pessoa que comprou o bebê, mas ele não responde. Elda conta à Betânia que sabe que o filho é de Zur e revela que ele engravidou Jaque também. Damarina e Jaque conversam sobre a situação de Adira. Elda discute com Betânia sobre o filho de Zur. Moisés diz para Abigail e Zelofeade que está preocupado com Gahiji e pede para vê-lo. Moisés conversa com Gahiji e pede que ele tenha fé e confiança. Leila coloca Baraquias para dormir e Siloé agradece pela ajuda que ela tem prestado. Balaque faz oferenda e pede proteção aos reinos e a seu filho. Simut e Jerusa conversam sobre o filho que está para nascer. Zípora alerta Ada sobre o perigo de se juntar a Corá contra Moisés. Corá discursa a Abirão e Datã contra as atitudes de Moisés. Josué e Calebe motivam os homens contra o cansaço deles. Betânia discute com Zur e sai furiosa. Rishon agarra Talita, tenta abusá-la, mas ela reage e corre. Dorcas protege Talita e briga com Rishon. Zur discute com Elda por ela ter contado sobre Jaque. Ana conversa com Joana sobre sua nova vida de casada. Calebe e Josué conversam sobre a ansiedade de chegar à Terra Prometida. Zípora e Moisés falam da jornada de Josué. Arão se desculpa com Joana por não estar tão presente e eles se beijam. Ada fala com Datã e se mostra preocupada com a união a Corá. Safira e Eldade conversam sobre Corá e a razão de ele não ser castigado. Adira diz a Oren para saírem juntos de lá quando os hebreus chegarem, mas o general fica com receio. Moisés escreve as palavras de Deus na tabuleta enquanto Zípora dorme. Adira e Leila conversam e ficam esperançosas com a chegada dos hebreus. Josué, Calebe e os doze espiões chegam a Hesbom.

Capítulo 59 – Sexta-feira, 13 julho 2018
Siloé e Adira se preparam para passear pela rua do comércio. Convidam Leila que prefere ficar em casa. Adira desiste de sair e faz companhia para Leila. Leila, que está muito triste, fala da saudade que sente da família. Adira diz para Leila não desistir de crer. Na rua do comércio, Josué e Calebe param na barraca de Jair para ver os tecidos. Jair oferece tecidos a Josué. Neste momento, Siloé também para na barraca e conversa com Jair. Josué e Calebe pagam os tecidos com peças de ouro e partem com os doze espias. Oren conversa com Lemuel e Siloé e conta que Adira o chamou para ir embora de Hesbom para reencontrar os filhos e irmãs. Oren diz que está analisando o convite de Adira porque deve lealdade ao rei. Rishon vai até a sua barraca e encontra um homem desconhecido. Este homem (Sitan) pergunta a Rishon se ele conhece uma mulher chamada Catria. Rishon, assustado, dia que ela morreu algum tempo atrás. Sitan que conhecia Catria fica enfurecido e mata Rishon. E no palácio, Zur vai se casar com a princesa Aviva. Na tenda de Zelofeade, nasce o bebê de Abigail com a ajuda de Zípora e Miriã. Quarenta dias se passam e nasce o bebê de Jerusa com a ajuda de Zípora, Miriã, Damarina e Jaque. É um menino. Em seguida, Zípora faz o parto de mais um bebê. São gêmeos. Todos ficam surpresos. Betânia fica chateada ao sentir que o rei Balaque rejeita a filha que nasceu, já que ele queria um homem. No acampamento, alguns hebreus se revoltam e Deus volta a falar com Moisés. Ele pergunta até quando os hebreus vão provoca-lo. Moisés pede para Deus perdoa-los. Moisés depois de ouvir as palavras de Deus avisa os hebreus que todos morrerão no deserto e não herdarão a terra, com exceção de Calebe e Josué, que perseveram em segui-lo. Moisés diz que eles entrarão em Canaã e sua descendência a possuirá. Eles conhecerão a terra que todos desprezaram. Todos ficam surpresos. Quanto aos outros, serão pastores neste deserto por 40 anos. Um exército de hebreus se rebelam e marcham com espadas. Do outro lado, se aproxima um exército de Cananeus mal encarados. Todos muito bem armados, bem preparados para a batalha contra os Hebreus. Soldados nitidamente mais fortes e melhor treinados. Líderes hebreus levantam as espadas para o alto, voltados aos seus Soldados. Hebreus dão um grito de guerra e saem correndo na direção dos Cananeus, que também gritam de volta e correm na direção contrária.

Os Dez Mandamentos 2 à 6 julho 2018

Capítulo 50 – Segunda-feira, 2 de julho
Uma semana depois, Corá avalia Balaão e comprova que ele não tinha lepra. Balaão pede a Corá para ir junto ver o estado de Miriã. Caravana dos mercadores chega a Hesbom. Leila, capturada, está no cavalo do líder. Ao perguntar o que era o local, o líder pede silêncio e a trata como escrava. Miriã está fraca, com olhos vermelhos e pele danificada. Corá diz que ela não poderá retornar a viver entre eles. Zípora e Miriã rebatem. Uma luz vem do céu, envolve Miriã, que fica completamente curada. Miriã agradece e abraça Zípora, emocionada. Zípora pergunta a Corá se ela e a irmã podem voltar. Arão diz que precisa confirmar a cura primeiro. Balaão diz a Corá que está surpreso com o milagre ocorrido. Na rua do comércio, Rishon e Jair conversam sobre a chegada de novas escravas e Jair demonstra interesse. Seon e Oren falam do interesse de Oren em Adira e da chegada dos hebreus. Miriã e Zípora se encontram com Corá e Arão e eles avisam que elas podem retornar ao acampamento depois de terminar o procedimento de purificação. Zípora e Miriã entram no rio para se banhar e saem. O leilão pelas escravas começa, Rishon demonstra interesse em Leila. Zípora e Miriã chegam ao acampamento, Arão realiza o processo de purificação e Miriã é abraçada por todos. Balaque, Elda e Zur falam sobre a chegada dos hebreus e o plano de Corá roubar a liderança de Moisés. Corá sai com Assir e Elcana. Moisés convida Miriã e Hur para morarem junto com ele e eles aceitam. O mercador mostra que Leila está grávida e inicia a sua venda. Rishon oferece dinheiro e encontra um concorrente para a compra. Corá diz a Datã e Abirão que Balaão estava presente quando Miriã foi curada e ressalta que será líder dos hebreus em pouco tempo. Bina e Libna conversam sobre a relação de Abirão e Tales e Bina diz que há necessidade de arrumar um pretendente a Dumá. Tales conversa com Yarin e diz que estava com ciúmes e nunca pretendeu se matar de verdade. Zípora conta a Gerson, Eliezer e Moisés sobre a ovelha que estava na caverna e Moisés fala da importância de estar atento aos sinais de Deus. Miriã e Hur chegam à tenda de Moisés, se desculpam e se abraçam. Abigail, Bezalel, Zelofeade e Deborah falam sobre o tempo que Miriã ficou afastada. Abigail e Bezalel demonstram-se preocupados com Leila. Simut conversa com Aoliabe e Eldade e diz que está preocupado com Gahiji no deserto. Rishon chega com Leila e apresenta a Dorcas. Leila pede ajuda a Dorcas, que diz que não deixará ninguém encostar nela enquanto estiver grávida. Zur presenteia Betânia com uma pulseira, que resiste no início, mas aceita a joia. Balaque conversa com Elda e pede para que ela avise Betânia para comparecer a seus aposentos assim que chegar. Gerson, Eliezer e Fineas brincam na tenda e depois se retiram para dormir. Miriã e Arão relembram quando Moisés estava afastando quando era criança. Dorcas diz a Rishon para respeitar Leila, Rishon responde e diz que ela deve trabalhar no dia seguinte. Leila conversa com Talita e descobre que Adira era a antiga escrava e que agora estava morando com Oren. Oren conversa com Adira, diz que a ama e os dois se beijam. Calebe diz a Noemi que está ansioso com o casamento deles. Quenaz diz a Yarin que está feliz com o afastamento de Tales, os dois fantasiam sobre o casamento. Adira diz a Oren que não pode gostar dele e que deseja voltar à sua família. Leila pede que Talita a leve para ver Adira.

Capítulo 51 – Terça-feira, 3 de julho
Balaque e Betânia estão nos aposentos do Rei. Betânia serve diversas taças de vinho a Balaque, que cai em sono. Zur levanta sem camisa da cama, pede desculpas a Tanya por ter falhado. Tanya sai irritada dos aposentos. Abner conversa com Haya, que diz que sente falta da mãe. Assir e Elcana entram tensos na tenda para falar com Moisés. Corá discursa na frente dos hebreus e não percebe a presença de Moisés e Josué. Os hebreus comentam intensamente o que foi dito por Corá, que vê Moisés e Josué e fica assustado. Moisés e Corá se encaram. Moisés chama Corá para conversar na tenda da Congregação, que diz aos hebreus que não recuará. Bina questiona Elcana e Assir sobre o que falaram com Moisés. Miriã e Hur conversam felizes com a volta dela e com o relacionamento entre eles. Dorcas diz a Talita para sair com Leila para comprarem tecido. Talita diz a Leila que a levará para ver Adira. Balaque acorda e Betânia, de saída, o agradece pela noite e ele fica tentando lembrar o que aconteceu. Emma e Tanya conversam sobre o comportamento de Zur, quando Betânia entra e pede que preparem seu banho. Elda conversa com Zur sobre a ideia do rei em escolher uma princesa para casar. Siloé conversa com Adira, que está tecendo, quando Talita e Leila batem à porta. Leila fala para Adira que era do acampamento dos hebreus e conhece Zípora, Moisés e os sobrinhos de Adira, que fica espantada. Corá recebe abraços dos hebreus e diz que fará Moisés esperar antes de ir encontra-lo. Bina fica brava com Elcana e Assir quando contam o que conversaram com Moisés. Miriã conversa com Deborah e Abigail sobre o tempo que ficou fora e que está triste com a situação de Leila. Adira conta a Leila o que Balaque fez com seu marido e como fugiram com a ajuda do feiticeiro do rei. Leila chora e pede ajuda a Adira para sair da condição que se encontra. Em meio a discussão, Moisés diz a Corá que deve seguir com a tarefa designada a ele por Deus e que não vai mais tolerar rebeldias. Hur e Eldade conversam sobre Miriã e Hur aconselha Eldade a buscar uma companheira. Leila se acalma e Adira pede a ela que tenha fé e esperança, pois um dia serão encontradas. Jerusa, Damarina, Ada e Jaque discutem entre si, Zípora dá risada da situação e relembra momento em que ela e as irmãs discutiam e Jetro as presenteava. Miriã chega à cozinha e pede para Zípora ensina-la a fazer o pão do jeito que ela faz. Zur encontra Betânia no corredor, os dois conversam e se beijam. Talita e Leila buscam por tecido na rua do comércio. Leila tenta fugir.

Capítulo 52 – Quarta-feira, 4 de julho
Leila tenta fugir, mas cai e Talita volta com ela. Arão conversa com hebreus e Eleazar se junta ao pai. Joana comenta com Ana que gostava de ter mais atenção de Arão. Calebe, Quenaz, Aoliabe e Bezalel constroem a hupá. Aoliabe dá dicas sobre a noite de núpcias. Bezalel diz que sente falta de Leila. Dorcas questiona a demora de Talita e Leila. Leila admite que foi ver Adira e Dorcas pede que não faça mais nada sem permissão e que comece a tecer. Betânia levanta arrependida com o ocorrido e sai, deixando Zur na sala. Bina conversa com Corá e pede para que ele tenha cuidado. Jerusa entra em conflito com Samut e pede para que ele deixe ela com os afazeres, pois não gosta de se sentir inútil. Betânia se sente mal e Haya oferece ajuda. Betânia recusa e vai para o reservado, confusa com os sentimentos. Siloé e Lemuel contam que a visita abalou Adira. Oren vai ao quarto de Adira para conversar e ela conta que o relato de Leila a fez reviver sua própria história. Rishon fica irritado e diz não gostar do tecido feito por Leila. Dorcas diz para ela não se abalar e ir descansar. Leila pede forças a Deus e começa a chorar. Bezalel conversa com Hur sobre sua preocupação com Leila. Bezalel diz para Hur não perder a confiança em Deus. Moisés conversa com Zípora sobre o fato de ter sido traído por Corá. Zípora o acalma e diz que Deus está do lado dele na missão. Balaque diz a Elda que está sem paciência com Betânia. Balaão entra na sala, confronta Balaque e mostra que não tem lepra. Balaão amaldiçoa Balaque e a rainha. Balaque pede que os oficiais matem Balaão, mas ele os enfeitiça. Betânia se sente mal e é aparada por Emma e Haya. Zur e Abner treinam num duelo de espadas. Abner conta que a tia passou mal a tarde e Zur sai, dizendo que fará uma visita a ela. Leila se encontra com Adira, que oferece ajuda com os tecidos para que Rishon a deixe em paz. Siloé entra na sala e consola Leila. Bezalel desabafa com Deborah sobre sua preocupação com Leila. Jerusa discute com Simut, que mantém a postura rígida diante dela. Balaque e Elda discutem preocupados com a maldição de Balaão e decidem chamar os sacerdotes. Haya tenta ajudar Betânia e Emma deduz que ela está grávida. Abner, Emma e Haya ficam felizes com a notícia. Betânia troca olhares de preocupação com Zur. Ana e Joana conversam sobre um possível interesse de Arão em Joana. Damarina entra e as chama para verem os vestidos de Yarin e Noemi. Abirão ensina Tales a trabalhar com móveis. Datã entra no galpão e conversa com os dois. Corá se junta a eles e diz que gostaria de tomar o lugar de Moisés e Arão. Betânia entra nervosa na sala de descanso e conta a Zur que o filho é dele.

Capítulo 53 – Quinta-feira, 5 de julho
Noemi e Yarin provam os vestidos e se mostram preocupadas com a noite de núpcias. Ana, Inês e Damarina contam suas experiências. Aoliabe diz que está preocupado com Abigail. Simut e Jerusa brigam, mas Jerusa admite que gosta de ser cuidada por ele e fazem as pazes. Zur diz que está feliz por ter filho com Betânia, que responde brava dizendo que eles não poderão passar a vida juntas e que o bebê será filho do rei. Rishon fica feliz com o tecido que Leila o entregou. Dorcas percebe que foi feito por Adira, mas diz que manterá o segredo com Leila. Tanya fala para Emma que está feliz com a gravidez de Betânia, pois acha que isso afastará Zur dela. Balaque entra feliz nos aposentos e conversa com Betânia sobre a gravidez. Balaque diz que está ainda mais contente pois o filho que Betânia carregava ia contra a maldição de Balaão. Os dois se abraçam, mas Betânia fica preocupada com a situação. Jerusa acaba de comer e começa a discutir com Simut a respeito do sexo do bebê. Hur e Moisés ficam satisfeitos com o pão feito por Miriã. Gerson pergunta quando o acampamento seguirá, Moisés responde que aguarda a instrução de Deus e Hur diz que está preocupado com Leila. Zelofeade conforta Abigail e faz com que ela coma um pedaço de pão. Talita serve sopa a Rishon, que diz estar muito feliz com os tecidos de Leila e que venderá o filho assim que nascer. Balaque faz um jantar e conta a todos que Betânia está grávida. Elda desconfia da situação e Zur se retira, chateado. Ana conversa com Josué para que ele fale com Arão sobre o interesse de Joana. Eleazar e Inês falam sobre o Arão e Joana, quando Arão entra. Eleazar pergunta ao pai a respeito e ele responde que não pensa em um novo amor. Leila diz que precisa preparar roupas para o bebê, Talita fica triste e tenta disfarçar. Elda encontra Zur e pede que ele esqueça Betânia e procure uma outra mulher para ficar bem. Josué entra na tenda para falar com Arão sobre Joana. Arão levanta e diz que resolverá essa história. Arão conversa com Joana e diz que ela pode contar com a amizade dele sempre. Joana sai decepcionada e conta a Ana que Arão não quer nada com ela. Tanya chega para falar sobre a gravidez de Betânia com Zur, que se mostra incomodado. Tanya percebe e os dois se beijam. Moisés se aproxima de Arão, a coluna de nuvem se move e Moisés diz que é hora de partir. Hebreus caminham pelo deserto liderados por Moisés e Arão. O tempo passa e hebreus celebram o casamento de Calebe e Noemi e de Quenaz e Yarin. O tempo passa novamente, Siloé vê as roupas feitas por Adira para seu filho, Lemuel faz carinho na barriga da esposa. Leila, com nove meses de gravidez, entrega os tecidos feitos por Adira para Rishon. Simut continua mimando Jerusa, que está com barriga de sete meses. Leila grita de dor e Dorcas faz o parto do bebê, que é um menino. Adira ajuda o parto de Siloé, que está com dificuldades. Bezalel e Simut conversam, quando hebreus chegam carregando Gahiji, desfalecido. Leila termina de amamentar o bebê, quando Rishon entra e diz que o menino pertence a ele.

Capítulo 54 – Sexta-feira, 6 de julho
Rishon sai com o bebê no colo e Leila sai atrás dele, desesperada. Leila implora a Rishon, Talita e Dorcas tentam consolá-la. Adira realiza o parto de Siloé com dificuldades, mas ao retirar a criança não respira. Abigail tenta entender o que houve com Gahiji, que está deitado na cama. Deborah entra e Abigail pede para que ela busque água e pão. Adira chega para contar a Oren o que houve, Lemuel fica desesperado e Oren o conforta. Leila sai pela porta, desesperada. Um homem a detém, diz que há ordens para ela ficar na casa e a conduz de volta par ao interior. Oren vai atrás do sacerdote do rei para examinar Siloé e Lemuel segura o filho morto no colo. Rishon vai até a rua do comércio e vende o bebê de Leila. Miriã conta a Hur que Gahiji está desacordado e que não encontrou Leila. Balaque está feliz com a gravidez de Betânia que ainda se mostra preocupada. Tanya chega para falar com Emma e diz que Zur está apaixonado por Betânia. Gahiji, delirando, começa a falar como se conversasse com Leila. Abigail está desesperada com a situação de Leila. Miriã, Jaque e Zípora tentam acalmá-la. Bezalel está angustiado e Deborah o acaricia. Eldade pede fé e diz que Leila ainda pode estar viva. Dorcas pede calma a Leila, que grita com ódio e diz que fará de tudo para recuperar o filho. Lemuel chora e enterra o filho na cova. Ana diz a Josué e Arão que os homens que vieram com Gahiji estão bem e com as famílias. Ana se retira, Arão fala a Josué que tem interesse em Ana e que achou melhor se afastar. Josué diz que não há mais impedimento para eles. Corá ouve tudo sem que eles percebam. O sacerdote diz que Siloé ficará bem e que precisa repousar. Siloé acorda, procurando o filho. Lemuel está a caminho de volta e ouve o mercador que comprou o filho de Leila dizendo que não sabe o que fazer com a criança. Lemuel fica encantado com o bebê. Zur conversa com Betânia, que está triste, e diz que o amor dele sempre estará junto a ela e o filho. Elda passa por lá e vê a cena de Zur beijando a barriga de Betânia e fica em choque. Siloé diz que quer ver o marido e o filho. Adira e Oren tentam acalmá-la, sem dizer o que houve, quando Lemuel entra com o bebê no colo. Siloé fica feliz, Adira e Oren ficam sem entender nada. Jerusa fala como enxerga Simut como pai. Joana sai para se recolher, Noemi e Yarin percebem a tristeza dela. Damarina diz que não é fácil para Joana ouvir sobre casamento e não ter alguém. Bina janta com Assir e Elcana, que comentam sobre o atraso do pai, dizendo que ele deve estar tramando contra Moisés. Corá fala com Datã e Abirão sobre a história de Arão e Ana e diz que espalhará a história de que Arão roubou a mulher do filho. Arão conta a Moisés que está apaixonado por Joana, Moisés diz que não há problema nisso e relembra que Eliseba pediu que ele arrumasse uma nova esposa. Elda confronta Zur e pede que ele admita o que aconteceu com Betânia. Gahiji acorda se desculpa com Bezalel por não ter encontrado Leila e é consolado pelo filho e por Simut. Dorcas briga com Rishon por ter vendido o filho de Leila. Talita e Dorcas conversam e dizem estar com pena de Leila. No quarto dos escravos, Leila abraça as roupas do filho. Lemuel conta a Oren como pegou o bebê e que não pretende dizer a verdade à Siloé.